BNews Entrevista

Rede baiana de óticas fecha as portas após crise causada pela pandemia do novo coronavírus

[Rede baiana de óticas fecha as portas após crise causada pela pandemia do novo coronavírus]
Por: Reprodução Por: Redação BNews 0comentários

A crise econômica ocasionada pela pandemia do novo coronavírus começa a tomar novos contornos com as sucessivas prorrogações dos decretos que determinam o fechamento dos estabelecimentos comerciais em Salvador e outras cidades baianas. Mesmo tendo obtido faturamento satisfatório nos meses que precederam a pandemia, a rede Óticas Opção não conseguiu resistir às consequências desse período complicado para as empresas.

"Desde 2018 se elevou o investimento em reformas de lojas, contratação e capacitação da equipe, ampliação na aquisição dos lançamentos em armações e óculos de sol, reestruturação de processos e posicionamento de marketing continuado. Temos a certeza que as conquistas que nos orgulhamos foi fruto de trabalho árduo e dedicação de todos", diz o comunicado.

Entre os principais motivos alegados para o fechamento das oito lojas, cinco localizadas em Salvador e três em Lauro de Freitas, a rede alegou: 


• Os serviços das Óticas não foram enquadrados como Serviços essenciais pela Organização Mundial da Saúde (OMS), tampouco pelas prefeituras de Salvador e Lauro de Freitas até o dia
deste comunicado;
• Das 5 lojas localizadas em Salvador, todas estão posicionadas dentro de Shopping Centers, os quais estão fechados deste o dia 21 de março, por determinação da Prefeitura de Salvador;
• As 3 lojas de Lauro de Freitas estão localizadas fora de centros comerciais, e a Prefeitura proibiu abertura de estabelecimentos do nosso perfil a partir do Decreto 4592 – 16 de março de 2020;
• Como especialista em óculos de grau, mais de 80% das vendas estão ligadas a compra de lente oftálmicas que requerem receita médica. O funcionamento de grande parte das clínicas e hospitais ligados a saúde dos olhos tiveram fechamento ou redução de atendimento, apenas atendendo aos casos emergenciais;
• Nossos serviços de confecção de lentes oftálmicas demandam do fornecimento de laboratórios localizados em Rio de Janeiro e São Paulo, o que impactou no fornecimento de produtos e
logística interestadual. Isso limita ainda mais as alternativas de vendas ligadas ao atendimento fora das lojas físicas;
• A atividade de atendimento para compra de lentes e armações requer nível razoável de contato físico direto (para ajustes das armações nos rostos) e indireto (como no uso do pupilômetro e
outros equipamentos);
• Apesar das lojas fechadas e sem faturamento, seguimos com despesas elevadas de aluguéis, prestadores de serviço, pagamento de insumos e matéria prima.

A empresa reiterou preocupação com a saúde dos colaboradores e lamentou a saída do mercado, que representa a "perda de uma rede referência no segmento óptico, que proporcionou saúde e bemestar aos mais de 170 mil clientes"... Diante do exposto acima, e com a persistência do fechamento das lojas dado o avanço da pandemia causada pela Covid-19, se instala a necessidade de encerrar o ciclo da Rede Óticas Opção por motivo de força maior".

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas