Economia e Mercado

BNDES suspende pagamento de financiamentos de hidrelétricas para combater crise hídrica

[BNDES suspende pagamento de financiamentos de hidrelétricas para combater crise hídrica]
11 de Setembro de 2021 às 14:35 Por: Fernando Frazão/Agência Brasil Por: Redação BNews

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou a possibilidade de suspensão temporária de pagamentos de empréstimos tomados por geradores de energia hidrelétrica acima de 50 MW.

Segundo informe divulgado pela entidade na noite da última  sexta-feira (11), a medida, adotada em caráter emergencial, abrange um conjunto de 26 projetos e leva em consideração o momento de crise hídrica do País e os efeitos da pandemia.

A medida aprovada possibilita a suspensão de pagamento de principal e juros de até sete prestações mensais consecutivas, incorporando-as no saldo devedor, previstas para serem pagas entre os meses de setembro de 2021 e junho de 2022. 

Já nas operações estruturadas sob a modalidade Project Finance, é pré-requisito a adesão à suspensão de pagamentos por co credores que representem, no mínimo, 75% do saldo devedor do cliente, incluindo o BNDES.

“Esta nova medida é mais um exemplo de contribuição tempestiva do BNDES buscando maior resiliência para o parque gerador hidrelétrico nacional, que se depara com uma conjuntura hídrica extremamente atípica”, explica o Diretor de Crédito a Infraestrutura, Petrônio Cançado em nota publicada no site do banco.

Notícas Relacionadas 

Ministro admite que crise de energia se agravou e pede para evitar até ferro de passar

Em meio à crise hídrica, governo federal não divulga índice de risco de novo racionamento

Classificação Indicativa: Livre


Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar