Educação

Professores da Ufba decidem por continuar com greve que já dura mais de 50 dias

Reprodução/ vídeo
Os professores protestam por recomposição salarial e orçamentária das universidades  |   Bnews - Divulgação Reprodução/ vídeo

Publicado em 18/06/2024, às 21h46   Cadastrada por Letícia Rastelly



Diferente do resultado obtido na enquete realizada pela Associação de Professores Universitários da Bahia (Apub), a greve da categoria irá continuar. A decisão foi tomada nesta terça-feira (18), durante assembleia, onde 263 docentes votaram a favor da manutenção da greve e 139 pelo encerramento imediato.

Os professores, que protestam por recomposição salarial e orçamentária das universidades, discutiram as propostas e, em seguida, foi aberta a votação que culminou na manutenção da greve, mas com indicativo de saída na próxima assembleia, junto ao comando de greve nacional e as outras 60 universidades em greve. A reunião ocorre no próximo dia 26 de junho.

Até então, o Governo e Proifes, ofertaram um aumento do auxílio alimentação; reajuste de 9% para 2025 e 3,5% para 2026 e melhorias na carreira. 

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp