Eleições / Eleições 2022

Após declaração de apoio, ACM Neto e Ciro Gomes jantam juntos

Reprodução do Instagram

No Instagram, Félix compartilhou um registro do encontro e disse que os pré-candidatos trabalham para mudar a Bahia e o Brasil

Publicado em 03/07/2022, às 12h34 - Atualizado às 12h37    Reprodução do Instagram    Redação

Após caminharem na tradicional caminha para celebração do 2 de Julho, o ex-prefeito de Salvador e pré-candidato do Governo da Bahia, ACM Neto (UB) e o presidenciável Ciro Gomes (PDT) jantaram juntos. O anfitrião foi o presidente da sigla, deputado federal Félix Mendonça Júnior.

No Instagram, Félix compartilhou um registro do encontro e disse que os pré-candidatos trabalham para mudar a Bahia e o Brasil. “Recebi na noite de hoje (ontem) para jantar esses dois homens públicos que trabalham para mudar os destinos da Bahia e do Brasil”, escreveu.

Na última sexta-feira (01), Ciro Gomes e Félix anunciaram apoio à candidatura de ACM Neto. “Eu não tenho dúvidas de que Ciro será o nome de consenso do PDT para a candidatura para Presidência da República, mas eu não tenho só o PDT. Tenho vários partidos e do ponto de vista pessoal eu retribuo com todo carinho. Ciro é um grande brasileiro e espero que ele contribua sempre com o debate nacional”, retribuiu Neto.

Horas antes do jantar com o ex-prefeito, Ciro Gomes participou de um evento em Lauro de Freitas, promovido pela vereadora Débora Régis, também do PDT, onde dançou forró com os convidados.

Rival de Moema Gramacho, Débora entrou no radar para a tão disputada vaga de vice ao lado de Neto na corrida pelo Palácio de Ondina. Além de Débora, que é pré-candidata a deputada federal, a vice-prefeita de Salvador, Ana Paula Matos, e a ex-veradora da capital Andrea Mendonça, irmã do presidente estadual Félix Mendonça Júnior, estão no páreo pedetista.

Eleita pelo PL com a maior votação entre os candidatos para a Câmara Municipal de Lauro, em 2020, Débora Regis acertou sua filiação ao PDT na última janela partidária. Ela acompanhou o então cacique do Partido Liberal no estado, José Carlos Araújo, que deixou o comando da legenda após a chegada de Jair Bolsonaro. Ex-base de apoio de Moema, a pedetista rompeu com a então candidata à reeleição na reta final da campanha eleitoral e mantém a postura de oposição.

Siga o TikTok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre