Eleições / Eleições 2022

Bolsonaristas ironizam desistência de João Doria da candidatura à Presidência

Valter Campanato/Agência Brasil

Aliados do ex-governador lamentaram sua desistência

Publicado em 23/05/2022, às 17h30 - Atualizado às 17h32    Valter Campanato/Agência Brasil    Redação BNews

Diversos aliados do ex-governador João Doria (PSDB-SP) lamentaram nesta segunda-feira (23), sua desistência de disputar a Presidência da República. Por outro lado, a notícia foi comemorada por bolsonaristas. Doria comunicou desistência de pré-candidatura a aliados no domingo (22).

A deputada federal Joice Hasselmann (PSDB-SP) disse em seu perfil no Twitter que com a saída de Doria da disputa "perde o PSDB, perde o Brasil. "Os extremos, por hoje, comemoram", escreveu.

Já o presidente do PSDB em São Paulo, Fernando Alfredo, disse que o Brasil "perde a chance de ter um grande estadista como presidente". Por meio de nota Alfredo ressaltou as gestões de Doria na prefeitura e no governo do estado e afirmou que o passo dado hoje foi a "atitude de um gigante como poucos". "O Brasil ainda saberá reconhecer seus esforços", finalizou.

Substituto de Doria, o governador de São Paulo, Rodrigo Garcia classificou a atitude de seu antecessor como um ato de "serenidade e desprendimento".

"João Doria demonstra serenidade e desprendimento com a decisão. Ele fez algo similar pelos brasileiros quando lutou de forma ativa para garantir a vacina que salvou milhões de vidas. Seu gesto vai ajudar o país a encontrar o caminho da paz, diálogo e superação". disse Rodrigo Garcia.

Por outro lado, o senador e filho do presidente, Flávio Bolsonaro (PL-RJ), lamentou que Doria não tenha desistido quando medidas de isolamento social estavam sendo impostas por conta da pandemia. O parlamentar disse que Doria mandou soldar portas de comércio e prender pessoas que estavam nas ruas, o que não aconteceu.

"Ao desistir da pré-candidatura, Doria mostra que a conta do autoritarismo é a impopularidade. Só lamento dele não ter desistido, na época, de mandar soldar e fechar portas de comércios e de prender pessoas que estavam na rua buscando seu sustento e de suas famílias", disse.

O candidato ao Senado por Santa Catarina, o empresário Luciano Hang, disse que "queriam destruir a economia, criar uma narrativa e se apresentar como salvadores da pátria". "Mas o tiro saiu pela culatra", completou.

Já a senadora e pré-candidata à presidência pelo MDB, Simone Tebet, divulgou uma nota comentando a saída de Doria da disputa. Ela afirmou que "Doria nunca foi adversário. Sempre foi aliado". Tebet é a preferida do MDB, PSDB e Cidadania para ser o nome único da chamada terceira via.

O deputado Eduardo Bolsonaro também comentou.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre