Eleições / Eleições 2022

Partido pedirá multa a candidatos que chamarem Bolsonaro de ‘genocida’ e ‘miliciano’

Paulo M. Azevedo / BNews

PL pedirá multa a candidatos que chamarem Bolsonaro de ‘genocida’ e ‘miliciano’; entenda

Publicado em 05/08/2022, às 08h19    Paulo M. Azevedo / BNews    Redação / BNews

O departamento jurídico do PL, partido do presidente Jair Bolsonaro, vai entrar com ações no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra o ex-presidente Lula (PT) para que não possa chamar o atual chefe do executivo de “genocida” ou “miliciano”. A justifica será de que tais ações configuram campanha eleitoral antecipada negativa.

A propaganda eleitoral busca trazer votos aos candidatos. Ela está direcionada a influenciar a vontade do eleitorado para induzir que determinado candidato é o mais apto a determinado cargo eletivo. Portanto, a propaganda eleitoral, só pode acontecer em período de campanha, segundo a legislação atual.

Em ações de pré-campanha na Paraíba e no Piauí, Lula chamou Bolsonaro de “genocida” durante os discursos. Caso a ação do PL saia vencedora, isso fica proibido. No entanto, o chefe do Executivo também tem trocado referências ao ex-presidente como “ladrão”, em especial através de publicações nas redes socais.

Siga o TikTok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre