Eleições

Candidatos pautados pela moralidade

Dilma no Piauí e Serra em São Paulo falam sobre homossexualidade

Publicado em 14/10/2010, às 20h41        Redação Bocão News

Mais um dia em que a agenda política dos candidatos à presidência da Republica foi pautada pela moralidade religiosa. Nesta quinta-feira(14),  os principais pronunciamentos dos presidenciáveis giraram em torno da sexualidade.

O tucano José Serra disse aos jornalistas presentes na entrevista coletiva, que concedeu após participar de um fórum com ONGs de combate a Aids, realizado em São Paulo, que é a favor da união civil entre pessoas do mesmo sexo, no entanto, deixou claro que na visão dele, casamento está relacionado à religião, e que, portanto, cabe às próprias igrejas decidirem sobre os casos. Quanto à união, o ex-governador de São Paulo afirmou que as leis já reconhecem o direito dos casais do mesmo sexo.

A candidata petista, Dilma Rousseff, também respondeu às mesmas perguntas, e as repostas foram as mesmas de seu adversário. A campanha da ex-ministra organizou um comício em Teresina, no Piauí. O presidente Lula e o governador eleito do Ceará, Cid Gomes (PSB) também participaram do evento.

Durante a entrevista coletiva concedida pouco antes do comício, a presidenciável petista ficou irritada quando um repórter local perguntou se ela era homossexual. Em vídeo divulgado no site Youtube, é possível ouvir a resposta de Dilma ao questionamento.

“Eu não vou nem responder a isso, não vou responder. Eu tenho uma filha e sou avó, pelo amor de Deus. Não vou discutir neste nível. Me desculpa, mas este tipo de discussão eu não vou ter aqui”, disse.

Classificação Indicativa: Livre