Eleições

Lula se reúne com PSOL-BA; partido defende unidade contra Bolsonaro

Divulgação

"Lula é o que hoje reúne as melhores condições de impor uma derrota ao projeto político genocida", diz Laina

Publicado em 27/08/2021, às 14h48    Divulgação    Henrique Brinco

O ex-presidente Lula (PT) se reuniu com representantes do PSOL-BA, na manhã desta sexta-feira (27), último dia da visita dele na capital baiana. No encontro, a legenda apresentou um programa partidário e defendeu a unidade no campo de esquerda contra o presidente Jair Bolsonaro para a eleição de 2022.

"Nós do PSOL Popular avaliamos que o nome do ex-presidente Lula é o que hoje reúne as melhores condições de impor uma derrota ao projeto político genocida que ocupa o Governo Federal. Mas a gente entende também que apenas derrotar Bolsonaro não é suficiente. É preciso construir um programa que coloque as demandas do povo brasileiro como prioridade na construção das políticas públicas", declarou a co-vereadora da mandata coletiva Pretas Por Salvador, Laina Crisóstomo.

Participaram também da reunião o presidente estadual do PSOL, Fábio Nogueira; o deputado estadual Hilton Coelho, o vereador de Santa Teresinha, Danilo Santana; a coordenadora política da Mandata Coletiva Pretas Por Salvador, Eline Matos; a coordenadora geral do DCE UNEB, Marina Amaral; o fundador do Coletivo de Entidades Negras, Marcos Resende; a dirigente da Executiva do PSOL Salvador, Priscila Costa; a integrante do DCE UNEB, Carol Paraná; e o chefe de gabinete do vereador Danilo Santana, Ricardo da Silva.

"É preciso construir a unidade da esquerda no processo de crítica e autocrítica, não só ao desgoverno federal, mas também ao Governo do Estado da Bahia e a gente só consegue fazer isso reestruturando e fortalecendo os espaços de controle sociais, conselhos, conferências e escuta dos movimentos populares", completou Laina.

Leia também:

Lula: "Andava p*** pela Ford ter ido embora da Bahia"

Lula é recebido em clima de Carnaval no Curuzu; veja fotos

Em reunião, partidos da base se comprometem a “tentar ampliar” votação de Lula na Bahia, diz presidente do PT

Gleisi Hoffmann diz acreditar que PT mantenha grupo político em 2022 na Bahia 

Classificação Indicativa: Livre