Entretenimento

Fabio Assunção sobre Rafinha Bastos: "o que é perecível não resiste"

Ator rebateu piada considerada de mau gosto

Publicado em 12/10/2011, às 20h21        Redação Bocão News

Depois de Rafinha Bastos dizer durante uma apresentação em São Caetano do Sul, interior de São Paulo, que a operadora de telefonia Nextel oferece serviços a prostitutas e traficantes e que "não é à toa que tem Fabio Assunção como garoto-propaganda", o ator resolveu desabafar em seu perfil do Facebook.


"Eu repudio, de todas as maneiras e em nenhum caso, qualquer manifestação que provoque constrangimento a qualquer pessoa, seja o motivo que for. Imagino o desconforto do público tendo que engolir um alimento tão estragado e enjoativo, levado a acreditar que isso é bacana. O que é perecível passa, não resiste ao tempo", escreveu.


"E é um desafio de gente grande, de grandes artistas, não preterir a inteligência e o bom gosto quando os risos estão sendo conquistados com tão pouco, com migalhas, por um público com a crítica ainda em formação. Isso para mim traz à discussão que existem tarefas muito mais grandiosas para um artista brasileiro hoje, além de fazer sua própria arte. Há um público a ser conquistado, carente de humor, que merece outro approach, consideração e encaminhamento", postou Assunção.


Com informações do Terra

Classificação Indicativa: Livre