Entretenimento

Djonga provoca aglomeração em show no Rio de Janeiro e recebe críticas nas redes sociais; veja vídeo

Reprodução/Instagram @djongador
O Rio de Janeiro registrou 92% de ocupação dos leitos de UTI do Sistema Único de Saúde (SUS).    |   Bnews - Divulgação Reprodução/Instagram @djongador

Publicado em 07/12/2020, às 15h29   Yasmim Barreto


FacebookTwitterWhatsApp

O rapper mineiro, Djonga, que acumula 2,6 milhões de seguidores no Instagram, ocupou o terceiro lugar dos assuntos mais comentados no Twitter, nesta segunda-feira (7), com cerca de 30 mil menções. Contudo, muitos deles foram duras críticas em razão da aglomeração provocada pelo cantor em um show, realizado neste fim de semana, na Vila do João, no Rio de Janeiro. Vale ressaltar que o Rio de Janeiro registrou 92% de ocupação dos leitos de UTI do Sistema Único de Saúde (SUS). 

“Rio de Janeiro batendo recordes de internados e mortos por Covid. Que bom que o nome do Djonga nas redes é 'Deus', talvez assim ele consiga cuidar da vida dessas pessoas”, disse uma usuária do Twitter. 

Na ocasião, Djonga foi filmado sentado nos ombros dos fãs, cercado por uma multidão, enquanto cantava. Os vídeos circularam na internet gerando revolta do público.  

Veja vídeo: 

Cobrado por um posicionamento, o cantor se pronunciou na rede social e justificou que o público está exposto para outros fins e, portanto, poderia se divertir também. “Acho estranho a favela só poder se f*d*r e não poder curtir... se for totalmente inaceitável o que fiz, nada que eu fale vai resolver” diz o rapper.

Ainda comentou: “não sou cego e sei toda a problemática que essa fita envolve. . .inclusive não me isentei em estar do lado do meu povo tanto no micro, quanto no macro, nunca, que seja na pandemia ou antes... eu boto a cara sempre, mas minhas opiniões as vezes são controversas sobre solução, eu vim de baixo igual aquelas pessoas então ouço a visão delas e muitas vezes concordo tb… a favela pensa e sabe tomar decisões, ainda que vcs não concordem com elas e eu por outro sempre deixei claro minhas contradições, não consigo pensar em linha reta, levantei o debate aqui sobre a área técnica inclusive por ouvir o lado das outras pessoas! De qualquer forma meu povo, Nenhum argumento que eu usei pra minha escolha de ter feito o show é irrefutável e eu sei disso e eu acho que é justo vcs falar o que for tambem. isso não significa nós terminar em paz e concordando sempre… pedir desculpa nesse momento igual geral faz quando é questionado aqui seria hipocrisia minha (sic)”, finalizou Djonga.

Em resposta, uma seguidora disse: “Com todo respeito Djonga, a favela precisa sim se divertir mas n sem responsabilidade. Somos nós, pessoas pretas e pobres as maiores vítimas do Covid-19. Se divertimos hj e amanhã choramos nossos lutos? A conta não fecha. O que nos cabe é pensar e articular outras possibilidades (sic)”, afirmou. 

Contudo, um seguidor ressaltou que outros artistas estão lotando shows há algum tempo. “É um absurdo mesmo o show do Djonga lotado daquele jeito. Só é importante frisar que tipo 90% dos artistas brasileiros mais populares já fizeram shows assim. Tem pagodeiro fazendo show lotado há 6 meses já. Tem sertanejo organizando quase um show pra chá-revelação”, disse. 

O rapper desativou o Twitter após repercussão. 


Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp