Entretenimento

Regininha Poltergeist revela que fez pornô para fugir de relacionamento abusivo: 'não queria mais apanhar'

Reprodução / Instagram

Dançarina era símbolo sexual nos anos 90

Publicado em 20/01/2021, às 18h19    Reprodução / Instagram    Redação BNews

Regina de Oliveira Soares, a famosa Regininha Poltergeist, de 50 anos, contou em entrevista que começou a fazer filmes pornô para fugir de um relacionamento abusivo. Sex symbol dos anos 90, a ex-dançarina disse que “não queria mais apanhar e ser xingada em casa” e então aceitou o convite para fazer filmes adultos. Ao total, ela atuou em quatro produções.

“Financeiramente foi bom, mas foi difícil fazer. Eu vivia na época um relacionamento abusivo e não queria mais apanhar e ser xingada em casa. Só fiz os filmes para poder me livrar desse relacionamento. Decidi então que criaria meu filho sozinha. Estou falando isso pela primeira vez. A minha essência é muito diferente das coisas que fui obrigada a fazer”, disse ela ao colecionador Lucas Hit, do Clube da Vip.

Capa da revista Playboy em 1994 e de várias outras revistas masculinas, Regininha “desapareceu dos holofotes” quando engravidou e acabou passando por dificuldades financeiras.

“Eu era a Anitta da época em termos de mídia e repercussão. Minha imagem estava em todos os lugares. Virei mãe e desapareci, sem me despedir dos meus fãs. Ninguém entendeu”, continuou.

Prostituição
No vídeo, Regininha conta ainda que precisou se “prostituir para sobreviver” após o nascimento de seu filho, em 2005, após se distanciar dos holofotes e da fama que havia conquistado.

“Fiz muitos programas para que meu filho não passasse fome. Éramos só eu, ele e Deus. Eu não tinha ajuda de ninguém. Na hora que você precisa mesmo, ninguém ajuda. Se eu não tivesse meu filho, eu não estaria mais aqui. Continuo viva por ele”, completou.

Classificação Indicativa: Livre