Entretenimento

Empresários preveem retorno gradual dos eventos e realização do Carnaval 2022 em Salvador

[Empresários preveem retorno gradual dos eventos e realização do Carnaval 2022 em Salvador]
10 de Julho de 2021 às 17:58 Por: Divulgação Por: Redação BNews

O prefeito de Salvador Bruno Reis (DEM) afirmou que a partir de agosto o Município deve avançar na retomada dos eventos durante a pandemia de covid-19. Segundo o gestor, se não houver crescimento de casos da doença, “a prefeitura tem o desejo de se preparar para a retomada dos grandes eventos, se nós continuarmos a avançar com as vacinas e os números continuarem em queda”.

Bruno também afirmou que, a partir do dia 15 deste mês, vai anunciar em qual data um evento-teste será realizado e quais protocolos serão seguidos. Ele também ressaltou a importância da retomada do setor de entretenimento, que foi bastante atingido pela pandemia. 

Diante desses acontecimentos, o setor do entretenimento aumentou a expectativa para o retorno das atividades. Os empresários já se movimentam para aproveitar da melhor forma a fase que está por vir. 

O empresário Aldo Benevides, da AMB Business'n Fun, relatou ao BNews como o setor recebeu as recentes notícias. "Não só eu, mas todos os empresários do entretenimento avaliamos de forma muito positiva esse anúncio feito pelo prefeito, da realização do evento-teste, que é uma forma de saber como vai impactar nas pessoas caso haja liberação do setor. Se fizer o evento-teste e não tiver nenhum impacto negativo é justo que se libere, porque nós fomos os primeiros a parar e seremos os últimos a voltar". 

Questionado sobre de que forma os empresários estão se preparando para a retomada, Aldo explicou: "Nós já planejamos fazer eventos nesse segundo semestre. Acho que esse evento-teste vai ser um sucesso, até porque o número de mortes, de casos, de ocupação de leitos só faz cair. Então, a gente já se prepara para pequenos eventos. São protocolos de lugares amplos, medição de temperatura, possivelmente eventos com pessoas imunizadas, ou pelo menos boa parte delas. Agora, vai depender também dos decretos. Vai que o evento-teste seja um sucesso, dá pra começar com eventos para mil, duas mil pessoas". 

E quando se fala em evento, é notório que a grande expectativa é para o Carnaval, que esse ano não aconteceu. Sobre o assunto, o empresário se mostra cauteloso, porém confiante na realização da festa após experiências com pequenos eventos na cidade.

"Acredito que essa é a melhor fórmula e o melhor caminho para chegar ao Carnaval. Para se fazer uma grande festa, é preciso fazer pequenas festas antes, porque essas festas vão dando confiança ao poder público, aos empresários e às pessoas que frequentam. O empresário sabe que ali pode obter lucro, o prefeito e governador sabem que ali não terá impacto negativo pro estado e pra cidade, e o público sabe que ali não terá impacto sanitário para ele. O Carnaval é a linha de chegada na corrida pelos eventos. A linha de partida são os pequenos eventos". 

Opinião compartilhada por muitos especialistas no assunto, Aldo Benevides disse acreditar que o Carnaval não deve acontecer nos moldes tradicionais. "Acredito que vai ser um Carnaval diferente, com mais cuidado, talvez parte privado, indoor, mas sem deixar de ter a parte popular. Mas modulando isso, para que não seja uma manifestação popular irresponsável. Tem que ser responsável para que no ano seguinte consigamos fazer de forma normal, que consiga unir o sagrado, o profano e o sanitário".

Sócio da Diva Entretenimento, responsável pelo Camarote Harém e por diversos eventos no calendário do verão baiano, Guiga Sampaio, também avalia "com otimismo e cautela" os recentes anúncios, e até deu uma previsão para o início da realização das festas. 

"Pelo mundo afora, a vacinação tem se mostrado eficiente e a normalidade vem se restaurando. Acho bacana a iniciativa do evento teste. Réveillon vai depender do retorno gradativo. Com certeza, em algum nível, os eventos acontecerão. Estamos falando daqui a quase 180 dias", afirmou ao BNews.

Guiga afirmou que a Diva já tem o planejamento de retorno montado há muito tempo, e que só aguarda as condições sanitárias para pôr em prática tudo o que foi traçado. 

"Nesses quase 18 meses parados, não faltou discussão e conjecturas no nosso segmento, entre todos, talvez o mais impactado. Mas somente agora a ciência parece prevalecer sobre o vírus e a pandemia. Acredito que os eventos devem ter um retorno gradativo, crescente e responsável. Se a vacinação seguir no ritmo atual, todos os brasileiros adultos estarão imunes cinco meses antes do Carnaval". 

Para Guiga, a folia de Momo em 2022 tem tudo para ser destaque: "Penso que a flexibilização gradativa dos eventos vai culminar na eliminação  total das restrições ainda esse ano. Assim, teremos o maior Carnaval de todos os tempos. Uma grande celebração da humanidade contra a Covid, da ciência contra o vírus".

 

Classificação Indicativa: Livre


Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar