Entretenimento

Isis Valverde fala de fama, polêmica e nudez

Imagem Isis Valverde fala de fama, polêmica e nudez

Atriz conta como foi encarar as cenas difíceis em O Canto da Sereia

Publicado em 19/01/2013, às 23h10        Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

Após férias de 13 dias no Caribe, Isis Valverde voltou ao Brasil e participou do programa Mais Você, da Rede Globo. Em entrevista, ela falou um pouco da microssérie O Canto da Sereia e de suas personagens polêmicas como Rakelli e Suelen.

Ao ser perguntada se tem um pouco da Suelen, de AvenidaBrasile da Sereia em si, a jovem admite que, no fundo, os personagens podem ser resgatados do íntimo. “Acredito em uma frase da Fernanda Montenegro que disse que: 'Durante atuação, nós brigamos com nossos anjos e demônios'. Eu acho que a gente tem tudo dentro da gente. A gente tem um pouco de Suelen, de Rakelli, de Sereia, de Ana do Véu. A gente é muito rico por dentro, mas, muitas vezes na vida, a gente prefere não usar algumas facetas. Se precisar, é só cavar que está lá”, analisa a artista ao relembrar seus trabalhos na TV.

O mais recente deles, por exemplo, causou polêmica após sua exibição. Mas para a vida pessoal da atriz, difícil mesmo foi encarar as cenas de nudez. “Foi a primeira vez que fiquei totalmente nua. Teve uma cena forte que fiquei andando de quatro no banheiro. Estava nua, molhada, me rastejando em uma cena de muito sofrimento. Mas eu não sou a favor da nudez gratuita. Em Avenida Brasil, mesmo a Suelen sendo apelativa e jogando pesado na hora da conquista, o máximo que ela mostrou foi sua calcinha e sutiã”, afirma ela.

Na microssérie, a atriz confessa ter contado com a ajuda do diretor José Luiz Villamarim, que esvaziou o set de filmagem e deu o tempo necessário para ela se concentrar. E pelo visto concentração em uma carreira produtiva é o foco da atriz, que rejeita o simbolismo sexual de suas personagens e não aceita o estigma de só ter interpretado personagens sensuais. "Não acho que Rakelli e Suelen tenham a ver. As pessoas confundem as personagens porque ambas eram suburbanas e muito coloridas. A Rakelli era ingênua, uma menina. Tinha uma coisinha de ninfetinha, mas era mais engraçada. Ao contrário da Suelen, que não tinha nada de burra e era bem sagaz. Sabia onde queria chegar. A Suelen não é uma continuidade da Rakelli”, pontua Isis.

Classificação Indicativa: Livre