Entretenimento

Em últimas aparições na TV, Jô Soares fez apelo aos brasileiros; assista e relembre

Reprodução / TV Globo

O apresentador, que morreu na madrugada desta sexta-feira (5), fez suas últimas aparições na TV no ano passado

Publicado em 05/08/2022, às 09h21    Reprodução / TV Globo    Redação

Nesta sexta-feira (5), o Brasil se despede de um dos maiores ícones da televisão brasileira. Jô Soares morreu aos 84 anos, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde estava internado desde o final do mês passado. Apesar de ser um dos principais nomes da TV, o apresentador estava longe das telinhas desde 2015, quando foi encerrado o seu programa na Globo.

No entanto, a sua última aparição na televisão aconteceu no ano passado, em maio, durante uma reportagem do Jornal Nacional, sobre a vacinação contra covid-19. Na ocasião, Jô fez um apelo aos brasileiros.

"Eu sei que tem gente que toma a primeira dose e não toma a segunda, eu não entendo, e tem gente que não toma a vacina. Isso é realmente uma coisa medieval. Mais vacinas para todos e valorização da ciência e dos cientistas. Eu realmente só não fico desesperado porque eu acredito muito, muito no Brasil, mas é fogo porque de vez em quando vem um balde de água, e você vê que falta muito", disse ele, de dentro de seu carro.

Por fim, o apresentador demonstrou esperança no país. "Não podemos entrar em desespero, nós temos que batalhar para que todo mundo tenha a vacina, que o governo compre as vacinas, porque é a única arma que existe contra esse vírus. [...] Beijo do gordo, de máscara", completou.

Leia também

Outro apelo semelhante já tinha sido feito pelo apresentador meses antes. Em fevereiro de 2021, quando tomou a segunda dose da vacina, ele também pediu aos brasileiros que se vacinassem ao ser abordado pela imprensa na saída da unidade de saúde. Na ocasião, o artista exibiu orgulho o cartãõ de vacinação.

Quem foi Jô Soares?

José Eugênio Soares nasceu em 16 de janeiro de 1938, no Rio de Janeiro, filho do empresário paraibano Orlando Heitor Soares e de Mercedes Leal Soares. Se mudou com a família para Europa, aos 12 anos, onde pretendia seguir carreira diplomática.

Com a arte falando mais alto em sua vida, conseguiu ter uma carreira marcante e extensa como humorista, apresentador de televisão, escritor, diretor e ator. Sua estreia foi em “O Homem do Sputnik”, filme de Carlos manga de 1958.

Posteriormente, três anos depois, atuou em programas como “La Reuve Chic”, “Jô Show” e “A Família Trapo”, na TV Record, além de escrever o “Simonetti Show”.

Chegou na Globo em 1970, onde estrelou o “Faça Humor, Não Faça a Guerra”, programa substituído pelo Satiricom em 1973. Depois de trÊs anos, partitcipou como ator e redator, de “Planeta dos Homens” até 1981, quando começou a se dedicar ao próprio programa, “Viva o Gordo”.

O programa marcou a carreira do artista, onde popularizou personagens marcantes como Reizinho, Capitão Gay e Zé da Galera. Em 1987, trocou a Globo pelo SBT para apresentar um programa de entrevista, que era um dos seus maiores sonhos.

O “Jô Soares Onze e Meia” foi ao ar entre 1988 e 1999, com mais de seis mil entrevistas com grandes personalidades brasileiras e internacionais. Em 2000, o humorista retornou à Globo para o icônico “Programa do Jô”, encerrado em 2016.

Siga o TikTok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre