Entretenimento

Grupo Molejo é proibido de usar nome da banda por herdeiros de Anderson Leonardo; saiba mais

Reprodução | Redes Sociais
Utilização do nome 'Molejo' passou a ser proibida pelos herdeiros, que detêm o direito da marca  |   Bnews - Divulgação Reprodução | Redes Sociais
Alex Torres

por Alex Torres

[email protected]

Publicado em 12/06/2024, às 19h11 - Atualizado às 19h32



Pouco mais de um mês após a morte do cantor Anderson Leonardo, ex-vocalista do grupo de pagode Molejo, integrantes remanescentes da banda têm enfrentado problemas com herdeiros do cantor para que possam dar prosseguimento na carreira com a utilização da marca. A informação foi divulgado pelo Extra.

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp

As divergências começaram quando Leo Bradock, filho de Anderson Leonardo, foi indicado para assumir o posto do pai na banda e os outros músicos negaram. Os herdeiros também não gostaram quando os demais artistas decidiram não ter mais a carreira gerida pela empresa que era de Anderson Leonardo. 

"Os herdeiros de Anderson Leonardo foram surpreendidos ao serem informados pelos demais integrantes, por intermédio de advogado e após 19 dias do falecimento de Anderson Leonardo, especificamente em 15 de maio de 2024, que a banda não seria mais representada pela empresa de Anderson, Molejo & Molejo Produções e Eventos LTDA. Essa empresa é a titular da marca Molejo e correlatas do grupo, que pertencia exclusivamente a Anderson Leonardo", diz a nota enviada pelo advogado Eduardo Mello dos filhos do cantor. 

Dessa forma, a utilização do nome 'Molejo' passou a ser proibida pelos herdeiros, que detêm o direito da marca, aos demais integrantes da banda. Essa teria sido a forma de evitar que novos contratos sejam negociados sem que passem pela empresa criada pelo ex-vocalista.

Até o momento, nenhum dos integrantes do ex-grupo Molejo resolveu se pronunciar a respeito do assunto. O cantor Anderson Leonardo morreu no dia 26 de abril de 2024, aos 51 anos, em decorrência de um câncer na região da virilha, que ele enfrentava desde o fim de 2022. 

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp