Esporte

Atacante do Corinthians é acusado de ameaçar ex-vizinha

Reprodução/TV Globo

O atleta foi denunciado mais de uma vez entre os meses de junho e agosto do ano passado por ameaçar com violência seus ex-vizinhos

Publicado em 27/01/2022, às 22h15    Reprodução/TV Globo    Redação BNews

O atacante do Corinthians Rodrigo Varanda está sendo acusado de ameaçar agredir uma mulher. O atleta foi denunciado mais de uma vez entre os meses de junho e agosto do ano passado por ameaçar com violência seus ex-vizinhos Isabella Alves, Victor Camargo e a filha de 3 anos do casal após uma discussão no condomínio onde moravam, no bairro do Tatuapé, na zona leste de São Paulo.

Segundo reportagem do UOL, Isabella disse na última ter-feira (25) que registrou nesta semana um boletim de ocorrência contra o jogador do Corinthians pelo crime de ameaça. As acusações são similares às que fez recentemente a ex-namorada e mãe de um de seus filhos.

"Se você estivesse na minha quebrada, a gente te sentava no pau. Se você acabar com a minha carreira, eu acabo com a sua vida. Você não sabe quem sou eu", disse Isabella ter ouvido do atleta.

Leia também:Brasil mantém invencibilidade em jogo de arbitragem confusa contra o Equador

A vítima chegou a acionar a polícia com o intuito de conter o atacante e um outro garoto da base do Corinthians pelo recorrente som alto durante madrugadas. Em outra situação estava Victor, marido de Isabella. Na ocasião o atleta teria ido além nas ameaças. "Você tem uma filha pequena? Então, fica esperto".

Em entrevista ao UOL, Isabella afirmou que se mudou com a família para o condomínio Vivace Club (localizado a poucos metros do Parque São Jorge) em junho de 2020. O apartamento vizinho, alugado a um atleta da base do Corinthians, era constantemente frequentado por Rodrigo Varanda, que também morava no condomínio, em outra torre. No local, o som alto e o consumo de bebida alcoólica durante festas organizadas pelos garotos impediam o sono de sua filha durante as madrugadas.

"Na primeira ou segunda semana (depois da mudança do casal) teve a primeira festinha. Ligava lá e me falavam que o barulho não era do apartamento. Fui lá, de pijama, e na mesa vi o Rodrigo e um outro menino da base todo bêbado, jogado no sofá. Os meninos do Corinthians moram todos lá. Pedi para fazer o silêncio, entrei em contato com a síndica e ela informou que tinham várias denúncias anteriores, mas que não podiam fazer nada".

"A unidade já foi multada, falei diretamente com os moradores e o proprietário foi comunicado sobre os diversos problemas que estamos tendo. Esperamos que haja alguma melhora nas atitudes desrespeitosas dos mesmos. Nos comuniquem sempre que houver problemas para que possamos tomar as medidas cabíveis".

A vítima contou ainda que o problema persistiu e o casal recorreu ao Corinthians em busca de uma solução. Através de um aplicativo de troca de mensagens, um representante da base do Timão se desculpou pelo ocorrido e se comprometeu a dar um puxão de orelha em Rodrigo Varanda e nos outros garotos.

Segundo a reportagem, o clube é o responsável pelo pagamento dos aluguéis naquele condomínio, justamente pela proximidade com o Parque São Jorge.

Acontece que mesmo com a administração do condomínio e o próprio Corinthians cientes do problema, as festas continuaram mesmo durante um dos picos da pandemia da covid-19 na cidade de São Paulo. A solução, então, foi chamar a Polícia para conter os garotos.

"Teve um dia que fui lá no apartamento reclamar do barulho e eles ficaram super nervosos me xingando. Foi nesse dia que conversei pela primeira vez com o Corinthians, mas não deu em nada. Uma outra vez, eles não paravam de fazer barulho, já era madrugada, e meu marido interfonou. O Rodrigo atendeu, meu marido pediu que parasse o barulho porque temos uma filha pequena e ele nos deu a seguinte resposta: 'Você tem uma filha pequena? Então, fica esperto".

"Nesse mesmo dia, chamei a polícia e os meninos foram lá na portaria conversar com os policiais. A mãe de um deles foi até meu apartamento para que o filho se desculpasse. O Rodrigo, na minha porta, me disse: 'Se você estivesse na minha quebrada, a gente te sentava no pau. Se você acabar com a minha carreira, eu acabo com a sua vida. Você não sabe quem eu sou", conta Isabella.

Depois da ameaça, a família disse que passou a conviver com o medo e mudou a rotina para não mais cruzar com Rodrigo Varanda nos espaços de convivência do condomínio. Isabella afirmou que deixou o bairro do Tatuapé no ano seguinte e que apenas tomou coragem para contar a história depois de ler as mensagens que o atacante enviou à sua ex-namorada.

No início desta semana, Amanda Romano, ex-namorada e mãe de um dos filhos de Rodrigo Varanda, divulgou em suas redes sociais trechos de uma conversa com o atleta onde é ameaçada de agressão e xingada pelo atacante do Corinthians. A publicação foi apagada.

"O Rodrigo me deixou com medo absurdo. Quando vi a notícia dele ameaçando a ex-namorada me bateu uma crise de ansiedade, fiquei muito mal. Era tudo muito igual ao que ele tinha me dito", afirma. A ex-vizinha de Rodrigo Varanda também relata que a filha pequena nutria o mesmo sentimento pelo atacante do Corinthians: "Fiquei extremamente traumatizada, a minha filha ficou com medo de ir para a escolinha. Quando ela ia, não queria voltar. Meu marido precisou mudar toda a rotina porque não queríamos mais cruzar com ele".

O UOL disse que procurou a assessoria de imprensa de Rodrigo Varanda, mas o jogador não se posicionou até a publicação deste material. Procurado, o Corinthians disse que o atleta está de férias após a disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Classificação Indicativa: Livre