Esporte

Arena do Grêmio aguarda importante documento para poder voltar a mandar jogos em Porto Alegre; entenda

Reprodução/Redes sociais /x @todosnaarena
Tricolor gaúcho aguarda indenização de seguradora da Arena do Grêmio  |   Bnews - Divulgação Reprodução/Redes sociais /x @todosnaarena
Luiz Guilherme

por Luiz Guilherme

[email protected]

Publicado em 13/06/2024, às 15h49 - Atualizado às 21h49



Fortemente afetada pelas enchentes que assolaram o estado do Rio Grande do Sul, a Arena do Grêmio passa por uma grande trabalho de recuperação do local que ainda não possui condições de receber jogos.

Sem poder mandar seus jogos na Arena, o Tricolor tem optado por jogar suas partidas como mandantes no estádio Couto Pereira, em Curitiba.

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp!

No entanto, a torcida gremista pode estar próxima de um reencontro com a sua casa nos próximos meses. Isso porque, espera-se que até o dia 13 de agosto a arena já possua boas condições, especialmente visando o confronto contra o Fluminense, válido pelas oitavas da Copa Libertadores. 

Mas para isso, a diretoria gaúcha ainda aguarda um documento muito importante para poder prosseguir com a recuperação do estádio. Trata-se da anuência do Barinsul, que visa liberar alguns recursos do seguro que foi contratado para possíveis ocorrências no espaço.

Através de nota oficial publicada pela Grêmio e a Arena, eles explicam a situação e afirmam aguardarem a liberação das indenizações do seguro contratado.

Confira a nota

A Arena Porto-Alegrense, gestora da Arena do Grêmio, tem liderado os esforços de recuperação do estádio do Grêmio enquanto aguarda a liberação das indenizações do seguro contratado. Esta gestora é detentora de uma apólice que foi cuidadosamente elaborada e contratada, em uma seguradora de primeira linha, para cobrir danos sofridos pela arena, incluindo eventos catastróficos, desde 2012. Por contrato, a liberação destes recursos indenizatórios depende da anuência dos nossos bancos credores. A solicitação foi feita imediatamente pela Arena do Grêmio no final de maio. Já recebemos, em 3 de junho, a anuência da Revee – Real Estate Venues & Entertainment Participações Ltda, fundo credor que que detém 2/3 da dívida da Arena e estamos aguardando a liberação da Carta de Anuência do BANRISUL – Banco do Estado do Rio Grande do Sul, banco credor que detém 1/3 da dívida. Esta anuência é fundamental para que os recursos sejam liberados para fazer frente aos grandes gastos que envolvem o reestabelecimento das operações da Arena, o que é vital para acelerar a recuperação e minimizar o impacto econômico para todos os envolvidos", diz a nota.

Confira o Arena BNews da edição desta segunda-feira (10)

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp