Esporte

"Impacta demais", diz Guto Ferreira sobre ausência de jogadores afastados por Covid-19

Antônio Muniz/EC Bahia

Segundo o clube, 12 jogadores foram diagnosticado e afastados por covid

Publicado em 14/01/2022, às 16h49    Antônio Muniz/EC Bahia    Redação Galáticos Online

Na última quinta-feira (13) o Esporte Clube Bahia comunicou que 11 atletas testaram positivo para COVID-19 e tiveram que ser afastados. Nesta sexta-feira (14) o técnico Guto Ferreira falou sobre o prejuízo trazido pela doença ao planejamento.

''Impacta demais, porque o COVID-19 afasta jogadores dos treinamentos e aí eles vão perdendo os treinos e, nesse momento, quanto mais tempo eles ficarem parados, sendo que já vinham de um tempo parados, deixa de ser de 25 e 26 dias e passam a ser de 40 dias, isso demanda um bom tempo para colocá-los em condições'', disse.

De acordo com o informativo do clube, os seguintes atletas foram diagnosticados com o vírus: Os laterais Joanathan e Luiz Henrique, os zagueiros Felipe Torres, Gustavo Henrique e Ignácio, os meio-campistas Jeferson Douglas, Luizão e Willian Maranhão, e os atacantes Marcelo Cirino, Ronaldo e Oscar Ruiz. De acordo com o Esquadrão, há jogadores assintomáticos e alguns com quadros leves. Guto seguiu explicando o quão prejudicado fica o trabalho com esses casos.

''Você deixa de trabalhar em equipe como um todo, perde peças importantes, às vezes deixa de ter jogadores, os trabalhos que são viáveis fazer são apenas os de campo reduzido, porque nesse momento nós estamos trabalhando com 12 jogadores em condições de ir para o jogo sábado e mais alguns que voltaram agora das férias. Isso fica muito difícil, porque eles não fazem o mesmo trabalho se forem para o trabalho acabam que correm risco de lesão e o planejamento fica todo comprometido, mas a gente tá aqui tá trabalhando buscando soluções'', afirmou.

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão

Classificação Indicativa: Livre