Esporte

Rogério Ceni exalta desempenho do time após empate fora de casa e destaca: "Nunca desistir"

Letícia Martins | EC Bahia
Esquadrão 'soube sofrer' diante do Atlético-MG, na Arena MRV, e buscou o empate após sair atrás no placar  |   Bnews - Divulgação Letícia Martins | EC Bahia
Alex Torres

por Alex Torres

[email protected]

Publicado em 02/06/2024, às 19h25 - Atualizado às 19h47



O empate conquistado pelo Bahia diante do Atlético-MG soou como um triunfo para a equipe tricolor, que busca se manter nas primeiras posições da tabela de classificação. Mesmo saindo atrás do placar e estando jogando fora de casa, a equipe comandada por Rogério Ceni não se abateu e foi atrás do jogo, conseguindo um empate após golaço de Ademir, que entrou no decorrer da patida.

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp

Em entrevista coletiva, realizada na noite deste domingo (2), logo após a partida na Arena MRV, em Belo Horizonte, o treinador do Esquadrão destacou a postura do time, que mostrou garra e 'soube sofrer', se mantendo consistente na parte defensiva, para conseguir balançar as redes posteriormente e garantir um ponto longe de Salvador.

Acho que é uma característica do nosso time nunca desistir, mesmo em um ambiente adverso, com a torcida adversária. É uma virtude desse time se manter no jogo mesmo em momentos difíceis. O Atlético-MG teve mais a bola, mas quando nós chegamos na frente tivemos boas finalizações também. Eles não conseguiram finalizar com muito perigo e apostaram em muitos cruzamentos, que não deram resultados. Conseguimos nos defender muito bem", exaltou Rogério Ceni. 

Com o empate conquistado contra o Atlético-MG, o Bahia mantém a série invicta na temporada. Após o revés na rodada de estreia contra o Internacional, o Esquadrão de Aço emplacou seis jogos sem perder no Brasileirão, sendo quatro triunfos e dois empates. Assim, o Tricolor ocupa a 2ª posição, com 14 pontos, empatado com o Flamengo, que atropelou o Vasco neste domingo pelo placar de 6 a 1. 

Mesmo celebrando o excelente momento vivido pelo Bahia na temporada, Ceni reconhece que, ao longo das 38 rodadas, vai ser difícil a equipe sustentar o bom ritmo, principalmente por conta de desfalques que costumam acontecer por lesões, suspensões ou demais intercorrências. 

"A gente torce para que possamos manter o bom nível de jogo. Não tivemos lesões, suspensões ou expulsões, e isso nos ajuda a manter um padrão de jogo. Mas o Brasileiro é muito longo e pode nos trazer dificuldades, por isso é importante manter o alto nível mesmo com os reservas. Já jogamos contra equipes do topo e esperamos continuar nessa pegada nas partidas que temos pela frente", completou. 

Agora, o Bahia terá 11 dias até o próximo jogo, contra o Fortaleza, no dia 13 de junho, uma quinta-feira, às 21h30, na Arena Fonte Nova. A partida é válida pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp