Geral

Estudantes querem resposta

Publicado em 11/11/2010, às 07h02   Redação Bocão News


FacebookTwitterWhatsApp

Os estudantes baianos querem formalizar queixa contra o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Um grupo de 200 jovens de Salvador que se sentiram prejudicados pelos erros de impressão na prova do Enem deve ir nesta quinta-feira, 11, às 10h, à sede do Ministério Público Federal na Bahia (MPF) para formalizar uma reclamação sobre o assunto.

O grupo faz parte dos cerca de 450 alunos, de 16 a 25 anos, do projeto Adolescente Aprendiz da Instituição Beneficente Conceição Macedo (IBCM), que insere jovens no mercado de trabalho. A maioria estuda em escolas públicas e fez o Enem para obter a certificação de conclusão do ensino médio ou para tentar uma vaga na faculdade.

Depois de os estudantes procurarem o IBCM relatando os problemas na prova, a instituição decidiu ajudar e formou uma comissão para, com um advogado, acompanhar os estudantes ao MPF. As informações são do A Tarde on-line.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp