Geral

Roberto Carlos briga para retirar livro sobre Jovem Guarda de circulação

Imagem Roberto Carlos briga para retirar livro sobre Jovem Guarda de circulação

Cantor alega que não autorizou conteúdo divulgado e imagem na capa

Publicado em 06/06/2013, às 20h26        Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

De um lado, a editora Estação das Letras e Cores e a pesquisadora Maíra Zimmerman. De outro, o advogado Marco Antonio Campos e o cantor Roberto Carlos. No centro, um livro sobre a força da Jovem Guarda nas transformações da moda e da juventude. Nos bastidores, uma surpreendente tentativa de acordo.



Há menos de um mês, Roberto Carlos, representado legalmente por Campos, pediu 10 dias para que o livro Jovem Guarda – Moda, Música e Juventude, de Maíra, fosse retirado das lojas, alegando abordagem de sua privacidade e uso indevido de sua imagem na capa. Maíra primeiro levou um susto. Depois, decidiu enfrentar a situação. O livro, financiado pela Fapesp, resultado de uma tese de mestrado no curso de Moda, Cultura e Arte do Centro Universitário Senac, não traz menções à vida íntima do cantor. Sua imagem aparece na capa ao lado de Wanderléa e Erasmo Carlos em forma de caricatura. Quem escreve a apresentação é a própria cantora. As informações são do site O Estadão. 

Classificação Indicativa: Livre