Geral

Em teste do Censo, bairro de Salvador registra maior porcentagem de mulheres

Agência Brasil

o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apresentou nesta quinta-feira (17) os resultados do Teste Nacional do Censo Demográfico 2022

Publicado em 17/03/2022, às 11h07    Agência Brasil    Folhapress

Em caráter experimental, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apresentou nesta quinta-feira (17) os resultados do Teste Nacional do Censo Demográfico 2022. Produzido entre os meses de novembro e fevereiro, o teste encontrou uma população de quase 111,2 mil pessoas em 27 pontos dos 26 estados e do Distrito Federal. A lista inclui nove municípios, além de distritos, bairros e localidades (veja a relação completa abaixo).

O objetivo do teste foi preparar as equipes e os sistemas do instituto para o início da coleta de informações do Censo. O começo dessa etapa está previsto para 1º de agosto. Até lá, o IBGE pretende finalizar ajustes na área de sistemas, além de encerrar o concurso que prevê a contratação de mais de 200 mil trabalhadores temporários para as operações do Censo.

Leia mais:

Lídice da Mata comenta possibilidade de ser vice de Jerônimo Rodrigues; saiba mais

“Não acredito em oposição sistemática”, diz deputada sobre atuação do PP na Alba

Metrô lotado e atrasado? Saiba o motivo do caos na manhã desta quinta-feira (17)

Como esperado pelo instituto, o teste divulgado nesta quinta sinalizou que a maior parte da população recenseada é formada por mulheres: 51,7% do total (57,5 mil). Os homens respondem pela fatia de 48,3% (53,7 mil). Para produzir o teste, o IBGE visitou 59,5 mil endereços, incluindo pontos residenciais e não residenciais. Desse número, 39,5 mil tinham moradores. A média de habitantes por domicílio foi de 2,8. "Buscamos locais com diferentes características para fazer o teste", disse Luciano Duarte, coordenador técnico do Censo Demográfico.

"A gente está fazendo os acabamentos dos processos [para a coleta em agosto]", acrescentou.
Os pontos visitados no teste serão novamente recenseados em agosto. Segundo Duarte, há "segurança" de que as operações estarão aptas até o início da coleta do Censo.

Conforme os dados divulgados nesta quinta, o bairro de Amaralina, em Salvador (BA), tem a maior porcentagem de mulheres entre os locais analisados na etapa preparatória. A população feminina foi estimada em 1.789 pessoas no bairro da capital baiana, o equivalente a 56,3% do total de habitantes (3.180). Já o local do teste com o maior percentual de homens é o distrito de Sucuri, em Cuiabá (MT). A população masculina (818) correspondia a 54,5% do total de habitantes (1.501).

A etapa preparatória do Censo ainda trouxe estimativas sobre a população idosa, de 60 anos ou mais. Essa faixa etária alcançou 18,6 mil pessoas nos locais pesquisados, 16,7% do número total (111,2 mil).
O bairro de Amaralina, em Salvador, também registrou o maior percentual de idosos: 26%. A população local com 60 anos ou mais foi estimada em 813 pessoas.

Entre os nove municípios totalmente avaliados no teste, dois tiveram baixa na população frente ao Censo 2010. Em Engenheiro Paulo de Frontin (RJ), houve redução de 13,2 mil para 12,3 mil habitantes. Em Jardim Olinda (PR), o número recuou de 1.409 para 1.391. Como o teste tem caráter experimental, o IBGE recomenda apenas comparações de dados de municípios inteiros, nos quais o instituto assegura que foi mantida a integridade dos territórios avaliados.

Concurso

Para realizar a coleta do Censo em agosto, o IBGE prevê preencher 206.891 vagas de trabalho temporário. As oportunidades, abertas em concurso, são de recenseadores e agentes censitários.
A data das provas está prevista para 10 de abril. O resultado final deve ser divulgado em 20 de maio.
O Censo é considerado o trabalho mais detalhado sobre as características demográficas e socioeconômicas do país. A pesquisa costuma ser feita a cada 10 anos.

Inicialmente, o levantamento estava previsto para 2020, mas não foi realizado devido à pandemia de coronavírus, que provocou restrições ao deslocamento de pessoas à época.
Em 2021, o que acabou inviabilizando novamente o estudo foi o corte de recursos destinados à pesquisa. A verba para 2022 foi liberada após o STF (Supremo Tribunal Federal) ser acionado.
Na prática, os dados apurados pelo Censo funcionam como base para uma série de políticas públicas e decisões de investimento de empresas.

As informações balizam, por exemplo, os repasses do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), fonte de recursos para as prefeituras.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre