Bahia

Secretário da Saúde de Guanambi rebate prefeito de Urandi: 'Não sobrecarregamos o hospital regional'

[Secretário da Saúde de Guanambi rebate prefeito de Urandi: 'Não sobrecarregamos o hospital regional']
13 de Junho de 2019 às 10:28 Por: Reprodução / Google Street View Por: Adelia Felix 0comentários

O secretário municipal da Saúde de Guanambi, no centro-sul da Bahia, rebateu as acusações de que a população local causa superlotação no Hospital Regional de Guanambi (HRG). Ao BNews, André Luís Moitinho Fagundes afirmou que é natural que os habitantes da cidade representem o maior número de pacientes atendidos, já que a unidade de saúde está implantada em seu território.

Em maio deste ano, o presidente do Consórcio Público Interfederativo de Saúde do Alto Sertão e prefeito de Urandi, Dorival Barbosa do Carmo (PP), disse à reportagem que os prefeitos da região estão insatisfeitos com a situação, pois o hospital deveria receber apenas casos de alta complexidade médica. Segundo o gestor, a unidade de saúde se transformou em um hospital municipal de Guanambi.

“É normal que a população seja mais beneficiada por ser a maior na região. Como ocorre em todas as cidades que são sedes de hospitais regionais. Não sobrecarregamos o hospital regional. Não é nenhum demérito não ter hospital municipal. Hoje, o próprio Governo do Estado não estimula que os municípios pequenos tenham hospitais municipais. Não é uma coisa que os municípios conseguem bancar, eles devem investir na atenção básica”, disse.

Ainda em entrevista, o secretário classificou as queixas como picuinha política. “Eles alegam politicagem dentro dos hospitais, quando muitos deles estão preocupados com suas políticas. Ano que vem é ano de eleição. Muitos prefeitos estão com medo de perder seus mandatos ou não emplacar seus sucessores, deputados estão investindo pesadamente. Essa discussão partidária em torno do hospital nunca deu certo e nunca dará”.

Moitinho ressaltou que Guanambi tem uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) com três médicos, três enfermeiros, além de outros profissionais que atendem a população diariamente. No município, segundo o secretário, são feitas mais de 200 cirurgias eletivas no antigo Hospital São Lucas, transformado em Hospital Municipal, que atende Guanambi e moradores de outras cidades. “Estamos fazendo muito bem nossa obrigação. Coisa que muitos municípios não fazem”.

Relacionada
Prefeito de Urandi reclama que Guanambi sobrecarrega Hospital Regional
 

Atualizada às 12h12

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas