Coronavírus

Após aumento de casos da Covid-19, Juazeiro volta a fechar comércio até 30 de junho e amplia toque de recolher

[Após aumento de casos da Covid-19, Juazeiro volta a fechar comércio até 30 de junho e amplia toque de recolher]
Por: Divulgação/Prefeitura de Juazeiro Por: Redação BNews 0comentários

O prefeito de Juazeiro, Paulo Bomfim (PT), anunciou neste sábado (20) que decretará um novo fechamento do comércio e mudança de horário no toque de recolher em vigor na cidade até o próximo dia 30 de junho. O comunicado foi realizado durante coletiva de imprensa nesta manhã com a presença da secretária da Saúde Fabíola Ribeiro.

De acordo com a administração da cidade, desde o início da testagem em quantidade, através do mapeamento imunológico e do programa Vigilância Covid-19, os boletins da Secretaria municipal de Saúde tem registrado um aumento exponencial do número de casos confirmados do novo coronavírus em Juazeiro. 

A reabertura do comércio, autorizada no final de maio, chegou a ser alvo de uma recomendação do Ministério Público da Bahia (MP-BA), sugerindo que o município voltasse atrás da decisão de retomar atividades comerciais consideradas não essenciais. A medida começa a vigorar a partir da próxima segunda-feira (22).

Além das novas regras de funcionamento para estabelecimentos de serviços essenciais, o prefeito determinou toque de recolher em Juazeiro das 20h às 5h. Anteriormente, a restrição de circulação de indivíduos no período da noite começava às 22h. 

"Do primeiro fechamento das atividades econômicas até esta data saímos de 71 para 331 casos confirmados, numa evolução que nos levou a entender de que era preciso voltar às medidas mais restritivas e assim podermos manter o controle sobre a busca de leitos hospitalares por pacientes infectados”, disse Ribeiro.

A partir da próxima segunda, farmácias, padarias, bancos, lotéricas, comércios relativos à saúde e material hospitalar, clínicas, postos de combustível e alguns serviços, poderão funcionar normalmente na cidade. Já supermercados, mercearias e açougues poderão funcionar apenas de segunda à sexta-feira. 

Serviços, relacionados à material de construção, produtos agrícolas e de limpeza, poderão abrir apenas as segundas, quartas e sextas-feiras. Bares e restaurantes só poderão funcionar para entregas delivery. Shoppings, celebrações religiosas, feiras, ambientes públicos para realização de esportes, salões de beleza e centros estéticos ficarão fechados.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas