Cidades

Garoto Marquinhos consegue atendimento e família pede ajuda para vir a Salvador

[Garoto Marquinhos consegue atendimento e família pede ajuda para vir a Salvador]
26 de Agosto de 2015 às 11:01 Por: Reprodução Por: Redação Bocão News (@bocaonews)
Nesta terça-feira (25), a reportagem do Bocão News noticiou o drama do garoto Marcos da Silva dos Santos, de apenas oito anos, morador do bairro Jardim das Acácias, na cidade de Luís Eduardo Magalhães, cerca de 950 quilômetros da capital baiana. Marquinhos nasceu sem o pé esquerdo e seu pai, o pedreiro Márcio Alves dos Santos, 37 anos, tenta há quatro anos conseguir uma prótese para o filho.
 
Após a divulgação do caso, a reportagem do Bocão News recebeu o contato do ortopedista Dr. Marcos Lopes, que se disponibilizou em ajudar ao garoro com todo atendimento necessário. Porém, a ajuda só poderá ser feita se a família de Marquinhos vier para Salvador, o que se tornou um empecilho.
 
O pai do garoto afirmou não ter condições de arcar com os custos da viagem para a capital baiana. A dificuldade é tanta que o calçado utilizado por Marquinhos é improvisado, criado pelo pedreiro.  “Sempre tenho que ajeitar a bota dele. Colo borracha, couro e quando cai terra dentro o incomoda. A bota também pesa e prejudica a coluna dele.”, disse Márcio.
 
Em meio a tantas dificuldades, a família faz um novo apelo para que possa ir a Salvador receber a prótese do garoto. As passagens de ida e volta entre a cidade de Luís Eduardo Magalhães e a capital baiana custam em torno de R$ 500 reais, valor que os pais de Marquinhos não têm condições de pagar. 
 
Quem puder ajudar a família pode entrar em contato com a nossa reportagem através dos telefones (71) 8182-3314 / 8151-6184 / 3272-3725 ou pelo e-mail redacao@bocaonews.com.br
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar