Política

Guaratinga: vice-prefeito denuncia “máfia dos combustíveis” cometida pela prefeitura

[Guaratinga: vice-prefeito denuncia “máfia dos combustíveis” cometida pela prefeitura]
01 de Fevereiro de 2019 às 12:00 Por: Reprodução Por: Adelia Felix

O BNews foi procurado pelo vice-prefeito da cidade de Guaratinga, Sul da Bahia, que fez graves denúncias contra a gestão da prefeita Christine Pinto Rosa (PSD). Em entrevista, Ezequiel Xavier (PSB) classifica os casos como ‘máfia dos combustíveis’. Ele afirma também que denunciou os ocorridos ao Ministério Público Estadual e Federal.

“A prefeitura está abastecendo veículos velhos, que não rodam mais, eles não funcionam, estão lá na garagem da prefeitura, que fica no Centro, parados há anos. Aí, o que fazem, colocam as placas dos carros na folha de abastecimento”, revela.

A reportagem teve acesso aos documentos apresentados aos Ministérios Públicos, nos quais conta que dois ônibus escolares e uma ambulância, parados há anos, “consomem combustível” diariamente. 

Segundo a denúncia, desde o final do ano de 2016, alguns veículos estavam sucateados. “O estranho é que, em consulta ao Portal de Transparência, constatou-se que alguns desses veículos estão sendo planilhados no mapa de controle de quilometragem e abastecimento como se estivessem em funcionamento”, cita o vice-prefeito.

Entre os veículos, estão dois ônibus do transporte escolar do Programa Caminho da Escola, do Governo Federal, placas NTT-1215 e OUU-7238, o primeiro sem pneus e motor há três anos. Eles apareceram na planilha de abastecimento, entre janeiro de 2017 e dezembro de 2018, como se estivessem em funcionamento. 

Situação semelhante aconteceu com uma ambulância, modelo Ford Currie, placa NTL-6944, cuja capacidade do tanque de combustível é de 68 litros, mas era abastecida, quase que diariamente, com 100 litros de gasolina. O veículo está sucateado há mais de seis anos.

De acordo com a representação, dois vereadores, Marcone Rodrigues da Silva e Misael Gregório da Silva, estiveram na garagem e registraram o caso por meio de vídeo. 

Diante da situação, Ezequiel Xavier afirma que há “indícios de falsificação de informações para enganar os órgãos fiscalizadores, e com isto, desviar o dinheiro público, destinado à Educação e Saúde”. Além disso, o vice-prefeito acredita que há “fortes indícios de que a prefeita falsificou informações e com isto desviou recurso públicos”, por isso, pede que os Ministérios Públicos investiguem a situação. 

Ao site, o vice-prefeito disse que a administração do município é “caótica”. “Não é só isso. Funcionários estão sem receber, motoristas do transporte escolar também, assim como os garis. O dinheiro em Guaratinga está indo para o ralo. É uma corrupção generalizada, sem fim”, dispara.

Procurada, a prefeitura informou que até o momento o não foi notificada pelos Ministérios Públicos e que ainda não tem conhecimento de tais denúncias. No entanto, acrescentou que “quando tomarmos conhecimento, iremos instaurar uma sindicância para apurar os fatos”.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar