Justiça

Chefe do MP-BA evita comentar afastamento de Rômulo Moreira pelo CNMP, mas elogia procurador

[Chefe do MP-BA evita comentar afastamento de Rômulo Moreira pelo CNMP, mas elogia procurador]
14 de Agosto de 2019 às 11:46 Por: Vagner Souza/ BNews Por: Redação BNews 0comentários

A procuradora-geral de Justiça, Ediene Lousado, evitou comentar a decisão do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) que afastou o procurador Rômulo Moreira das atividades por 30 dias pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) por fazer críticas ao presidente Jair Bolsonaro e a membros do Supremo Tribunal Federal (STF). Apesar disso, ela fez elogios ao trabalho de Rômulo e destacou suas qualidades enquanto procurador.

"Eu prefiro não comentar as ações CNMP. O que posso dizer é que é um grande colega, membro do MP com serviços relevantes prestados, e eu tenho orgulho de tê-lo como colega", se limitou a dizer Ediene, durante a abertura oficial do I Fórum Internacional do Meio Ambiente e Economia Azul, nesta quarta-feira (14). O evento teve presença do governador Rui Costa.

Críticas

Logo depois das eleições de 2018, em um blog, Moreira chamou o então presidente eleito de “bunda-suja, fascista, preconceituoso, desqualificado, homofóbico, racista, misógino, retrógrado, arauto da tortura, adorador de torturadores, amante das ditaduras, subserviente aos militares”.

Durante o mês que o procurador estiver afastado de suas atividades profissionais, ele não irá receber salário. Para o relator do caso, Luciano Mariz Maia, vice-procurador-geral da República, Moreira extrapolou seu o direito à liberdade de expressão.

*Com informações do repórter Bruno Luiz.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas