Mundo

Pandemia: "Há briga por papel higiênico", diz brasileiro na Austrália

Arquivo pessoal/Vitor Sachini

A situação é reflexo da insegurança causada diante da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) que assombra todo o mundo

Publicado em 20/03/2020, às 10h18    Arquivo pessoal/Vitor Sachini    Redação BNews

O aviso em uma parede da Woolworths, uma das maiores redes de supermercado da Austrália diz: "Tolerância zero. Comportamentos agressivos e abusivos não serão tolerados. Nossa equipe está aqui para ajudar e não para se machucar”.

O recado chama atenção dos clientes. “É bem possível que algumas pessoas tenham brigado por causa de papel higiênico. Eu não vi, mas ouvi no rádio que estavam acontecendo casos assim”, conta Vitor Sachini, brasileiro que deixou São Paulo há dois anos para fazer intercâmbio em Gold Coast, no estado de Queensland.

A situação é reflexo da insegurança causada diante da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) que assombra todo o mundo. 

Na Austrália um dos primeiros itens a fazer falta foi o papel higiênico, mas logo outros produtos de higiene também passaram a sumir das lojas. Segundo com o site Terra, a escassez também atingiu os alimentos como macarrão e carnes. 

Para tentar dar conta, algumas empresas do ramo alimentício já começaram a limitar a quantidade de mantimentos por consumidor. Outra medida é a abertura desses estabelecimentos mais cedo. 

O primeiro caso de infecção pelo novo coronavírus na Austrália foi registrado no fim de janeiro. Atualmente, cerca de 560 pessoas estão infectadas no país.

Classificação Indicativa: Livre