Colunas / Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: Reza braba

David Mark por Pixabay

Publicado em 28/10/2021, às 06h00    David Mark por Pixabay    Editoria de Política

Lobinho rompeu
Depois de encarnar meses a fio em um parlamentar baiano, o lobinho viu que não ia render nada e já rompeu com o moço. Voltou a procurar a ex, com a mesma fórmula de sempre, presepando e com caras e bocas. O problema é que a moça botou ele pra correr: desse mal ela já se livrou! A NSP flagrou ele essa semana almoçando em um restaurante “chique” na cidade, já tentando enfiar suas presas em um conhecido promoter da soteropolis. Esse lobinho é um tremendo “la e low”, bate nas duas pontas sempre. Estamos de olho!

Reza braba

A coluna NSP apurou que existe uma reza braba para que se aprove a toque de caixa o Plano Integrado de Concessões e Parcerias da prefeitura de Salvador. Nada cabe melhor do que um bom debate na Casa do Povo, mas dizem que tem muito santo rezando para que se aprove logo esse plano de concessão.

Gualberto e o voto no “imbecil”
Ex-deputado federal e prefeito de Mata de São João, João Gualberto confessou ter apoiado “um imbecil” para a presidência da República em 2018, ocasião em que o PSDB baiano se decidiu publicamente por Bolsonaro no segundo turno. "Ele é um imbecil. Desculpa o termo, os bolsonaristas vão ficar com raiva de mim, mas é verdade. Não tem o que conversar com ele, não sabe nada", admitiu Gualberto esta semana. Ainda assim, o tucano chegou a dizer este ano que repetirá o voto em Bolsonaro, se o próximo embate mantiver a tendência de polarizar com Lula.

Pavão misterioso



Cada um se apega ao que pode. O deputado federal Marcelo Nilo, por exemplo, se apegou a esse pavão misterioso que cruzou seu caminho em Brasília. Segundo a crença do parlamentar, encontrar esse tipo de bicho pela rua traz sorte. As eleições de 2022 dirão.

Faminto
O deputado federal Arthur Maia também entrou na modinha das redes sociais e aderiu ao: “Eu tô com fome e quero merendar”, mostrando o registro de uma parada em Correntina para fazer uma boquinha. A turma da língua afiada diz que ele já canta esse refrão há tempos para a turma do Palácio do Planalto quando o assunto é emenda parlamentar. 

Veja:


Correria e antecipação
A imprensa voltou a registrar as especulações do entorno petista de que o governador Rui Costa poderá ser ministro da Fazenda/Economia em um eventual governo Lula. Muitos interlocutores do ex-presidente já admitem que ele tem articulado alianças para uma futura administração (com divisão de espaços e cargos), e não apenas para o processo eleitoral. A história recente da Bahia mostra que essa antecipação do “já ganhou” não prospera. O próprio PT venceu a maioria das disputas estaduais contrariando essa máxima. Pelo jeito não aprendeu a lição. 

Rolê
João Leão escolheu seu pupilo para dar um rolê na Europa, nos corredores da Assembleia Legislativa a pergunta é qual a justificativa do deputado ter ido acompanhar o vice-governador na agenda internacional oficial. Dizem que o fato de ser do ramo privado do agronegócio pesou na escolha. Vale ressaltar que ele também integra a comissão de
Agricultura da AL-BA. 

#tbt da 3ª via
Quando lançou a pedra fundamental do União Brasil, ACM Neto (presidente do DEM) disse em alto e claro que a pretensão da nova agremiação é ter um presidenciável pra chamar de seu. Enquanto esse nome não está posto – e não se sabe se realmente estará –, ele mantém cortejos públicos a pelos dois virtuais candidatos: Ciro Gomes (PDT) e Eduardo Leite (PSDB), governador do Rio Grande do Sul. Esta semana numa live com Ciro, Neto revelou até que já votou no pedetista, na eleição de 2002. Muita gente brincou que foi o #tbt em busca da terceira via.   

E o mandato, Roberta Caires?
Correndo coxia com ACM Neto #PelaBahia, a vereadora Roberta Caires esqueceu do mandato na Câmara Municipal que assumiu há menos de um ano. Em pré-campanha para o seu padrinho político, Caires tá a todo vapor no interior, apesar de ter sido eleita como vereadora da capital. 

No jogo
O vereador Carlos Muniz (PTB) e o vereador licenciado Kiki Bispo (DEM-União Brasil) já estão trabalhando nos bastidores para a sucessão de Geraldo Júnior na Presidência da Câmara Municipal no biênio 2023-2024. 

Agora vai?



Kiki, aliás, espera a vaga há anos. A esperança dele cresceu com a eleição de Bruno Reis (DEM), de quem é próximo e para o qual colabora no comando da Secretaria de Promoção Social.    

Tô fora
Um grupo de parlamentares quer emplacar o nome do vereador Daniel Alves (PSDB) para substituir o secretário de Saúde, Leo Prates - que, conforme o BNews adiantou, deve deixar o cargo em março de 2022 para concorrer à Câmara Federal. O edil, contudo, teme embarcar na ideia, já que a pasta é frequentemente alvo de críticas na imprensa por conta da precariedade dos serviços de saúde.

Digitais da primeira-dama
A primeira-dama de Salvador, Rebeca Cardoso, começou a dar as caras na gestão Bruno Reis. Depois de um hiato nos primeiros meses de governo, ela chegou com força total e já se assumiu madrinha de um dos projetos sociais que a prefeitura lançou esta semana, a Sala Rosa. 

Fala, servidor
Aproveitando que hoje é dia do servidor público, uma treta esquentou as redes sociais com respostas “sinceronas” da equipe da Secretaria Municipal de Gestão (Semge) a funcionários da prefeitura de Salvador. A pasta fez uma publicação no dia 14 de agosto com a seguinte convocação: “É mês do servidor público e, para nós, você é o destaque! Preparamos uma série de ações pensando em vocês e, pra começar, queremos ouvir a sua opinião”. Mas, pelo jeito, não gostou do que ouviu e desabafou. Para além disso, ainda foi acusada de apagar comentários desfavoráveis.  

Sem simpatia
A esposa de um prefeito da região sul da Bahia começou a avançar sobre lideranças políticas de cidades vizinhas porque tem a ambição de disputar um assento na Assembleia Legislativa da Bahia. Numa dessas andanças, a tentativa de distribuir simpatia não deu certo. Ao chegar numa dessas cidades, ela foi surpreendida com reclamações, pedidos de emprego, e ficou numa saia justa. O registro das redes sociais pareceu maravilhoso, #sqn.

Pegou ar
O presidente Jair Bolsonaro se revoltou ao ser questionado sobre o escândalo das rachadinhas, do qual seu filho, Flávio Bolsonaro, está no epicentro das denúncias. A provocação veio do humorista André Marinho, no programa "Pânico", da Jovem Pan TV. "Olha só, se o Marinho entrar novamente... Atenção, se o Marinho entrar novamente eu vou embora. Se o Marinho entrar na tela mais uma vez eu vou embora. Se o Marinho entrar na tela mais uma vez eu vou embora. Acabou", esbravejou o presidente, ao se levantar e deixar a tela.

Classificação Indicativa: Livre