Colunas / Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: Pantera Cor-de-Rosa

Reprodução/Divulgação/Redes sociais

Os bastidores da politica baiana

Publicado em 14/07/2022, às 05h55    Reprodução/Divulgação/Redes sociais    Editoria de política

Uma cobiçada garota da “pseudo” sociedade soteropolitana vem sendo assediada a casar-se com um protótipo de parlamentar local. O rapaz, que nem da casca do ovo saiu ainda, vem fazendo propostas nada republicanas a moçoila descolada. O pai da moça, um “ex-envolvido” em operações federais, já botou algumas cartinhas na mesa com menino: indicação de alguns contratos no município e em Feira de Santana… Dizem as boas línguas que a pantera “rosa” só dá mordida certeira e dessa vez não pode nem pensar em errar o alvo…

Princesa borralheira

Feira de Santana, em outrora chamada de "princesa do sertão", vem cada vez mais ganhando a alcunha de "princesa borralheira". O desmando impera na cidade, onde o ex-prefeito Zé Ronaldo continua mandando em 70% da gestão do já combalido Colbert Martins. Prova cabal apurada pela NSP é a realização da micareta, onde forças ocultas de fora da cidade vêm tentando empurrar bandas e atrações com valores super faturados aos cofres municipais. A Câmara de Vereadores já ligou o alerta e foi para cima do assunto. O MP logo logo também entra no certame para saber desses gatunos qual a "mágica" que fazem para receberem esses pagamentos do município. Ou o prefeito Colbert está dormindo em sono profundo ou está completamente cego com o que estão prestes a fazer com a princesinha. A dupla Gargamel e Cruel prometem barbarizar no evento.

Assédio moral

Mais um caso de assédio moral na gestão municipal. Informações enviadas à NSP é que um subsecretário vem assediando funcionários com xingamentos, ameaças, demissões e, na última semana, chegou a mandar um servidor tomar no c* e se fod*r.

A solidão de João Roma

A pré-campanha de João Roma ao Governo da Bahia deve navegar em mares solitários até o fim. A chapa foi completamente esvaziada pelo ex-aliado, ACM Neto (União Brasil), que arrebanhou para si as siglas bolsonaristas PTB, PP e Republicanos.

Agora vai, Jerônimo?

Quem manda e desmanda agora na coordenação da campanha de Jerônimo Rodrigues é o secretário de Relações Institucionais de Rui Costa, Luiz Caetano - que tem sido comparado nos bastidores a “Don Vito Corleone”, papel interpretado por Marlon Brando em O Poderoso Chefão. Em Jacobina, no PGP da chapa governista, no último final de semana, ele já tinha pinta e marra de quem manda e desmanda agora. Agora vai?

Providência divina?

Jerônimo compareceu à missa das 7h na Igreja do Senhor do Bonfim na última sexta-feira e saiu pedindo bênçãos para toda a chapa majoritária do PT. No começo da missa, o padre Edson citou a presença do ex-secretário de educação da Bahia na celebração e pediu bênçãos a Lula, Rui, Otto e outros políticos da coligação.

Pinto no lixo

E a vaga mais disputada na chapa governista foi enfim revelada: o primeiro suplente de Otto Alencar ao Senado, que ficou com o ex-prefeito de Ibotirama, Terence Lessa - político desconhecido fora de sua região, mas que antes do anúncio oficial em Jacobina, parecia "pinto no lixo" em cima do palco. Lessa tava todo se bulindo antes do anúncio oficial. Era um tal de bate palma pra toda hora que Otto falava algo, forte ou não. A primeira suplência de Otto tem sido encarada como valiosa num eventual governo Lula e a possibilidade do pessedista assumir um ministério.  

Indigestão na base de Rui

PV e PCdoB não digeriram nada bem a decisão do PT pela escolha do ex-prefeito de Ibotirama como primeiro suplente de Otto. Os dois partidos, que fazem parte de uma federação com os petistas, reclamaram de que foram tratorados pela sigla que teria sequer aberto diálogo com as duas legendas. "Não houve unanimidade porque não houve discussão", afirmou ao BNews o presidente estadual do PV, Ivanilson Gomes.

O aviso de Olívia

Aliás, esta não é a primeira vez que os partidos aliados ao PT reclamam da atenção dada pela legenda com relação as discussões na formação das chapas. Em março, a deputada estadual, Olívia Santana (PCdoB), havia criticado o processo de definição pela escolha de Jerônimo Rodrigues como pré-candidato ao Governo da Bahia. "Não podemos lidar com a situação no salto alto, achar que um partido só resolve tudo", avisou à época a comunista.

Os panos quentes de Adolfo

Apoiador de primeira hora do governador Rui Costa, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Adolfo Menezes (PSD) minimizou a "chateação" de PV e PCdoB por terem sido alijados da escolha pelo primeiro suplente de Otto. Para o pessedista, é normal que, em formações de chapa, sempre haja alguém que vai ficar chateado por não ter o pleito atendido. "Onde tem três, não cabem cinco (...) É natural que alguns se sintam desprestigiados. Mas, no final, o que importa é a Bahia e todos estarão imbuídos", garantiu o parlamentar.

Coitada de Del Carmen

No meio de tanto político "novinho" e cheios de gás para fazerem passeatas na pré-campanha, a veterana da Assembleia Legislativa, Maria del Carmen, aparentava não estar muito disposta durante o PGP de Jerônimo em Jacobina. Era nítido que ela só estava ali fisicamente, pois sua mente e disposição estavam para lá da A Cañiza, sua terra natal na Espanha. Coitada de Del Carmen.

A surpresa de Bruno Reis

O prefeito Bruno Reis parece ter ficado sem jeito ao ser questionado sobre o silêncio de ACM Neto sobre o caso do militante petista assassinado em Foz do Iguaçu (PR). E a situação foi tão delicada que nem os elogios conseguiram dar conta do fato do carlista ter se juntado a tantos outros bolsonaristas que preferiram ‘abafar’ a questão. Olha que até o braço direito de Bolsonaro na Bahia, João Roma, falou sobre a violência política, ainda que nos acréscimos do segundo tempo. A imagem não ficou legal para a turma dos "democratas por essência".

Treta do buzu

A qualidade do serviço de transporte público de Salvador foi resumida ao recente atrito entre o governador Rui Costa e o prefeito Bruno Reis. Se por um lado o passageiro pode penar enquanto espera por um ônibus, na visão do petista, por outro ainda existe o risco de ser assaltado no ponto - já que a falta de segurança é o pior aspecto na visão do gestor municipal. A questão do momento é saber quem tem razão.

Sem surpresas

O jornal O Globo divulgou que parlamentares da Codevasf e Dnocs têm utilizado os dois órgãos para distribuir caixas d’água seguindo critérios políticos, sem qualquer controle de quem recebe, e com suspeitas de superfaturamento. Quem acompanha a política baiana de perto ficou "zero" surpreso com a notícia.

Se acalme, Porciúncula

O ex-secretário de Fomento e Incentivo à Cultura, André Porciúncula (PL), está fazendo de tudo para aparecer nesta pré-campanha. Agora, o bolsonarista disse que vai processar Rui Costa por manter decreto que exige comprovante de vacina contra Covid-19 em SACs. Uma melancia no pescoço lhe daria mais visibilidade. 

Afastado da Câmara, mas colado no prefeito

O vereador da cidade de Jacobina, Valnei dos Anjos (PCdoB), que é ex-assessor e aliado de primeira hora do prefeito Tiago Dias (PCdoB), não tem feito muita questão de se esconder após a polêmica envolvendo a agressão física contra a diretora de comunicação do prefeito, Ellen Mascarenhas. Além de divulgar a agenda política ao lado do prefeito diariamente no Instagram, no último final ele também marcou presença no PGP de Jerônimo Rodrigues na cidade, que contou com a participação, inclusive, do presidente estadual do PCdoB, Davidson Magalhães, que prometeu outrora expulsá-lo do partido e o proibiu de falar em nome da sigla. Tá se vendo.

O otimismo de Tebet

Simone Tebet está demonstrando um otimismo invejável nesta pré-campanha. E demonstrou isso em suas redes sociais nesta semana... Força, senadora!

Siga o TikTok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre