BNews Nordeste

Policial militar é responsável por tiro que matou criança em Porto de Galinhas

Foto: Arquivo pessoal

Criança morta em Porto de Galinhas tinha 6 anos de idade

Publicado em 30/07/2022, às 10h04    Foto: Arquivo pessoal    Redação BNews

O tiro que matou uma criança de 6 anos de idade, em Porto de Galinhas, foi disparado por um policial militar. A informação foi confirmada na última sexta-feira (29), pelo Gabinete de Apoio Jurídico às Organizações Populares (Gajop), que teve acesso ao inquérito do caso, que foi finalizado nesta terça-feira (26), pelo delegado Ícaro Schneider.

O documento foi concluído pela Polícia Civil e enviado ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE). O documento ainda aponta que há indícios de fraude processual por parte dos policiais que atuaram na operação, que aconteceu no dia 31 de março deste ano.

De acordo com o Gajop, o policial que disparou o tiro em Heloysa Gabrielle foi indiciado por homicídio com dolo eventual (quando o atirador assume o risco de matar).

O CASO

Heloysa Gabrielle estava brincando no terraço da casa da avó quando agentes do Batalhão Policial de Operações Especiais (Bope) entrou na comunidade. Locais disseram que os PMs já chegaram atirando, porém, a Polícia Militar afirma que houve troca de tiros com criminosos.

Após o ocorrido, um vídeo foi divulgado mostrando um homem numa moto sendo perseguido por uma viatura do Bope. A polícia divulgou que esse homem seria o suposto criminoso perseguido na ação.

Siga o TikTok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre