BNews Pet

Homem é preso após confessar ter queimado cachorro da ex por vingança

[Homem é preso após confessar ter queimado cachorro da ex por vingança]
04 de Setembro de 2021 às 09:19 Por: Polícia Civil/Divulgação Por: Redação BNews

Um homem de 29 anos foi preso suspeito de atear fogo no cachorro da ex-companheira para se vingar do término do relacionamento. De acordo com a Polícia Civil, ele confessou o crime. A prisão aconteceu na última quarta-feira (1º), em Poços de Caldas, Minas Gerais.

As investigações começaram após a Polícia Civil receber uma denúncia, no início de agosto, de que o animal havia sido vítima de maus-tratos. Os policiais se deslocaram até a residência do rapaz, onde identificaram sinais de incêndio criminoso. Na sequência, foi solicitado - e posteriormente expedido - um mandado de prisão preventiva.

O suspeito confessou o crime, e disse que colocou fogo no animal em retaliação à ex-namorada, dona do cachorro, que terminou o relacionamento há cerca de quatro meses. Ele relatou que trancou o cão em um banheiro da própria casa, com alguns móveis velhos de madeira, jogou etanol que adquiriu em um posto sobre o animal e ateou fogo.

Leia mais:

Entenda o que é ansiedade de separação canina e saiba controlar um pet ansioso
Aprenda a identificar os sinais que apontam um gato estressado e como ajudá-lo

Por sorte o cachorro conseguiu fugir e foi socorrido depois de alguns dias para, em seguida, ser encaminhado a um núcleo veterinário. "O cachorro fugiu. Ele deve ter ficado aproximadamente de três a sete dias com ferimentos graves, até o momento em que uma vizinha chamou o Corpo de Bombeiros e ele foi socorrido", conta o delegado Thiago Gomes Ribeiro.

"Os veterinários realizaram um excelente trabalho, o cachorro estava realmente bem debilitado, corria um grande risco de vida. É um ato de extrema crueldade. Um indivíduo desses não está hábito para o convívio social", complementa o policial.

Após passar cerca de um mês internado na clínica para tratar os ferimentos e passar por um um processo de reabilitação comportamental, o cãozinho foi adotado por um estudante de veterinária e recebeu o nome de Coronel. De acordo com a Polícia Civil, o cachorro não foi devolvido para a ex-namorada, pois ela teria deixado o animal com o suspeito após o término.

Leia também
Como manter a saúde mental dos pets?
Adotar um pet estimula a criança a praticar exercícios e ajuda no desenvolvimento socioemocional

Classificação Indicativa: Livre


Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar