Polícia

Brasil: 57% das armas são ilegais

Pesquisa revela que a produção de armamentos rende US$ 100 milhões ao país

Publicado em 18/10/2010, às 14h46        Redação Bocão News

No Brasil, das 17,6 milhões de armas levas (que podem ser usadas e transportadas e por uma ou duas pessoas), 57% são ilegais, aponta o relatório elaborado conjuntamente pelo Instituto Universitário de Altos Estudos Internacionais em Genebra (IUHEI, na sigla em francês), a ONG Viva Rio e o Instituto de Estudos da Religião (ISER).

O estudo revela ainda que 72% das armas leves pertencem a companhias privadas e a indivíduos particulares, embora tenham sido encontradas diferenças geográficas. Nas grandes cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília predominam a presença de pistolas. Já nas regiões mais agrárias, como Roraima, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, as armas mais comuns são revólveres e fuzis.

Com relação à produção, o relatório constata que o Brasil é o segundo maior produtor de armas do Ocidente e que as armas de fogo usadas pelo crime organizado são de produção nacional. A produção de armamentos no Brasil representa US$ 100 milhões.

Classificação Indicativa: Livre