Polícia

“Satã” é morto em confronto com a polícia

Ele é acusado de exacutar dezenas de pessoas em Salvador

Publicado em 06/10/2011, às 08h23        Redação Bocão News

Daniel Satã, apontado como um dos maiores homicidas e traficantes de Salvador, foi morto em confronto com a polícia no início da manhã desta quinta-feira (6), no final de linha do bairro de Tancredo Neves. Segundo informações de agentes da 11ª Delegacia, Satã é o responsável pelo tráfico no bairro de Arenoso.
O criminoso foi encontrado pela polícia depois de uma denúncia anônima de sua localização. Segundo informações da 23ª Companhia Indpndnte da Polícia Militar (CIPM/Tancredo Neves), durante a abordagem o traficante reagiu atirando contra uma guarnição. Na troca de tiros, o homicida foi atingido por diversos tiros. Ele chegou a ser levado para o Hospital Cantral Roberto Santos (HCRS), mas não resistiu aos ferimentos e morreu.
O acusado de assassinatos tinha mandado de prisão em aberto e estava foragido. Segundo a polícia, ele é acusado de envolvimento e autoria de mais de 20 homicídios. Agentes do posto policial do hospital informaram que com ele foi encontrado 120 pedras de crack, um pistola 9 mm carregada com sete munições e dois carregadores.
Satã, que carregava uma tatugem na barriga " Pai, aos meus inimigos carrego o sorriso da morte. Vida loka", foi acusado de envolvimento em um duplo homicídio em 2007. Na época, ele tinha 17 anos e foi detido por três anos numa instituição para menores.

Classificação Indicativa: Livre