Polícia

Médico é acusado por duas mulheres de importunação sexual em Salvador

Reprodução/ RecordTV Itapoan

Ele teve a prisão preventiva solicitada pela polícia baiana

Publicado em 25/08/2021, às 15h01    Reprodução/ RecordTV Itapoan    Redação BNews

Um médico de 74 anos está sendo acusado por duas mulheres de importunação sexual, em Salvador. Ele teve a prisão preventiva solicitada pela polícia baiana. Mãe e filha teriam sido vítimas do dermatologista em uma clínica localizada no Canela, no último dia 11.  

Por conta de uma crise alérgica, a jovem de 23 anos procurou o especialista e, durante a consulta, achou muito estranho o comportamento dele. Ela contou ao Balanço Geral nesta quarta-feira (25) que, mesmo tentando mudar de assunto, foram mais de três horas ouvindo o médico falar sobre sexo, experiências pessoais, toques inadequados durante a realização dos exames, entre outras coisas. 

Leia também: 

Vídeo: advogado explica cobrança indevida de multas de trânsito na transferência e licenciamento

Empregada doméstica se joga de prédio no Imbuí para fugir de cárcere privado

Em um determinado momento, o dermatologista teria pedido para que ela saísse da sala e fosse fazer o teste alérgico e solicitou que a mãe dela, uma operadora de caixa de 40 anos, permanecesse no local. A partir daí, o médico teria perguntado se a mulher gostava de sexo anal e, quando ela tentou fugir, a obrigou a passar a mão nas partes íntimas dele, segundo as vítimas. 

A operadora saiu tão desesperada que nem viu que, ao ser puxada pelo dermatologista, seu macacão rasgou. Chorando muito, ela disse que não tem conseguido dormir desde que passou pelo episódio e está traumatizada.

Em entrevista ao Balanço Geral, o médico alegou que tomou ‘um remédio forte que pode tê-lo feito falar de forma inadequada’, mas que a mãe da jovem “participou da conversa permissiva”. Ele também disse que irá fechar o consultório e se desligar da clínica. “Estava fora de mim, não me reconheci”, acrescentou o dermatologista de 74 anos.

Leia ainda:

PF acha R$ 20 milhões em espécie na casa de suspeito de fraude em esquema de 'pirâmide'

Advogado é morto a tiros dentro de carro no Alto do Coqueirinho

Classificação Indicativa: 10 anos