Polícia

Jovens ricos compartilham pornografia infantil e são presos pela polícia

Reprodução/Pixbay

Publicado em 04/11/2021, às 10h10    Reprodução/Pixbay    Redação BNews

Nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (4), policiais civis chegaram nas residências de seis jovens de classe média que estão sendo investigados pelo crime de compartilhamento e armazenamento de pornografia infantil por meio do WhatsApp. A operação aconteceu em duas regiões administrativas de Brasília.

De acordo com informações do Metrópoles, um dos suspeitos teria compartilhado pelo aplicativo 28 arquivos com fotos e vídeos de crianças e adolescentes em cenas de sexo.

Ainda de segundo o portal, a polícia civil só ficou sabendo dos compartilhamentos depois que um dos integrantes do grupo passou a ser investigado por um outro crime. 

Leia também:

A princípio, os investigadores apuravam um acidente de trânsito ocorrido em 13 de maio de 2021, no qual um Audi, com o motorista e dois passageiros, invadiu uma serralheria. Um dos suspeitos fugiu do local do local do crime para evitar a prisão em flagrante.

Durante as investigações foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas casas do dono do automóvel e dos passageiros. Em um dos celulares apreendidos, os policiais encontraram os conteúdos. Agora, os jovens podem pegar uma pena de até 6 anos de prisão.

Matérias relacionadas:

Classificação Indicativa: Livre