Polícia

Fugitivos se deram mal: um morre e sete são recapturados

Imagem Fugitivos se deram mal: um morre e sete são recapturados
Os detentos conseguiram fugir por um buraco cavado na sela 5 e pularam um muro de 2,5 metros   |   Bnews - Divulgação

Publicado em 25/01/2011, às 07h43   Redação Bocão News


FacebookTwitterWhatsApp

Dos 13 presos que conseguiram fugir da cadeia pública de Eunápolis, extremo sul do estado, nesta segunda-feira (24), sete já tinha sido recapturados e um acabou morto durante ação da polícia. Cinco ainda estão foragidos. A fuga mobilizou todo o aparato policial da cidade.

Dois dos quatro fugitivos foram presos pela PM na Zona Rural de Eunápolis
Testemunhas colaboraram com o trabalho da polícia e denunciaram que um grupo de presos havia sido visto na Região da Roça do Povo, às margens da BR-101, na Zona Rural do município. Mais de 30 policiais militares e civis foram até o local e chegaram a ver alguns dos homens, que conseguiram fugir. No início da tarde a polícia continuou às buscas e conseguiu encontrar Valter Matos Costa, 23, e Alessandro dos Santos Vieira, 22, que respondem por assalto à mão armada e tentativa de homicídio. Eles estavam deitados em um matagal.

Logo depois, também através de denúncias, os policiais conseguiram encontrar mais dois homens em uma fazenda de café. Eles foram identificados como José Neto Pereira da Silva e Rogério Pereira de Oliveira Souza. Já no final da tarde, também na Zona Rural de Eunápolis, agentes da Polícia Civil prenderam Genival Santos Pereira. Na mesma ação, Leandro Dias Silva foi morto. Segundo os policiais, ele tentava fugir mantendo um motociclista refém e resistiu à prisão. Por volta das 20h30, Gilvan Santos da Silva foi encontrado. No mesmo horário, policiais civis prenderam Rildo Lima Souza.


Genival e Gilvan também foram capturados na ação

José Neto, que estava preso por suspeita de assalto à mão armada e roubo de veículos, afirmou que os presos abriram um buraco na cela 5 e passaram e fugiram. Ainda segundo ele, o buraco começou a ser cavado há dez  dias e que para os agentes não ouvirem o barulho, um aparelho de som, tocando pagode, era deixado ligado com o volume alto. Valdinei dos Santos Silva e Marivaldo Souza da Silva também tentaram fugir, mas acabaram presos ainda no pátio da cadeia.
O delegado Evy Paternostro, coordenador da 23ª Coorpin, afirmou que não ocorria fuga desde 2008. Ainda de acordo com ele, a parede onde foi aberto o buraco era muito resistente. Segundo o delegado, às buscas para localizar  Silvano Vasconcelos de Souza, Edmilson José da Silva, Sérgio Souza Santos, Danilo Oliveira Cardoso e Wesley Alves Filho, que ainda estão foragidos, continuam.



Fotos e informações do Radar 64

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp