Polícia

Justiça nega prisão de padre que atropelou suspeito de furtar igreja

Reprodução Arquivo Bnews

Jurista entendeu que o religioso não oferece riscos

Publicado em 11/05/2022, às 19h50    Reprodução Arquivo Bnews    Redação Bnews

A Justiça de São Paulo negou o pedido da polícia para prender o padre Gustavo Trindade dos Santos, que atropelou um homem suspeito de furtar a igreja em São Paulo.

O juiz entendeu que, apesar de a atitude ser grave, o religioso não oferece riscos e os advogados colaboram com as investigações. Por isso o clerigo não teve o pedido de prisão decretado pela Justiça.

Leia também: 

Homem tem carro roubado quando deixava filhos na escola em Lauro de Freitas; veja o vídeo

Quadrilha invade restaurante Casa de Palha, saqueia e agride clientes; veja vídeo

O suspeito, que está internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado grave, furtou três moletons e uma camisa. O veículo está registrado em nome da paróquia e a autoridade religiosa foi afastada das atividades.

O atropelamento, flagrado por uma câmera de monitoramento, ocorreu na noite do domingo (8) quando o religioso jogou o carro contra o suspeito de furto praticado na casa paroquial.

Segundo site R7, a Polícia Militar confirmou em boletim de ocorrência que o padre dirigia o carro no momento do atropelamento.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão! 

Classificação Indicativa: Livre