Polícia

Em áudio, sobrevivente de chacina desabafa após escapar da morte: "Cortaram os caras com facão"

[Em áudio, sobrevivente de chacina desabafa após escapar da morte:
Por: Henrique Brinco 0comentários

O sobrevivente da chacina dos motoristas de aplicativo no bairro da Mata Escura gravou um áudio em que relatou os detalhes do ocorrido. A autenticidade do depoimento foi confirmada ao BNews pelo presidente do Simactter-BA, Átila do Congo. Quatro motoristas morreram durante o crime, na madrugada desta sexta-feira (13).

"Fala aí meus irmãos, estou bem, estou vivo, com algumas escoriações. Não tem novidade, não. Falo para vocês que Jesus é maravilhoso, que ele sabe de todas as coisas. Se fosse minha hora, amém. Mas não foi minha hora", inicia a vítima, dirigindo-se a outros colegas de aplicativo. O homem não foi identificado por questão de segurança.

O motorista diz que recebeu uma chamada pelo aplicativo 99pop, que foi amarrado e que os assassinos estavam dispostos a matar com requintes de crueldade. Ele relata o momento em que foi poupado de morrer.

"Ele falou para mim 'você não vai morrer não. Agora quando eu falar já, é já. Se vire'. Eu estava amordaçado na boca, com fio de internet. Os pés e as mãos amarradas. Os caras falaram que era sexta-feira 13 e que tinha que matar com requintes de crueldade, que tinha que derramar sangue. Cortaram os caras todos com facão e depois deram tiro. Foi muito feio".

A vítima chora no áudio. "Não tinha necessidade de eles matarem ninguém. Era só levar tudo. Não tinha necessidade, porra. Mataram quatro pais de família, porra", desabafa.

O crime
Três homens identificados como Alisson Silva Damascena dos Santos, 27 anos, Sávio da Silva Dias, 23 anos, Daniel Santos da Silva, 30 anos e uma vítima sem identificação foram encontrados mortos dentro de sacos plásticos na manhã desta sexta-feira, próximo a um veículo roubado na localidade conhecida como Paz e Vida, no bairro da Mata Escura. O crime é considerado como chacina. 

Todos foram chamados por aplicativos de mobilidade. O quinto homem, também condutor de app foi chamado, mas conseguiu escapar. Até o momento, sabe-se que três suspeitos estão envolvidos. As vítimas tinham marcas de golpes de facão pelo corpo. A motivação ainda é alvo de investigação.

No boletim de ocorrência, o motorista que se salvou relata que seu veículo foi levado por indivíduos armados. “Posteriormente o motorista de aplicativo encontrou seu veículo na localidade conhecida como Paz e Vida. Foi localizado um segundo veículo, HB 20 branco, e próximo a esse veículo foi encontrado quatro corpos dentro de sacos plásticos, aparentemente sem sinais vitais”. 

A autoria e motivação serão apuradas pela Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM).

(Foto: Marcelo Castro/RecordTV Itapoan)

Revolta
O presidente do sindicato de motoristas de aplicativos, Átila do Congo, cobrou veementemente ao governador da Bahia, Rui Costa, e ao secretário de Segurança Pública (SSP-BA), Maurício Barbosa, a prisão dos autores da chacina.

“São cinco homicídios dentro de 45 dias só de motorista por aplicativos! A gente não pode aceitar mais, o governador Rui Costa tem obrigação de dar uma reposta, o secretário de Segurança Maurício Barbosa, você tem obrigação de apresentar esses monstros a sociedade”, exigiu Átila. 

Ainda demonstrando revolta, o presidente do sindicato confessou que a fonte de renda desses trabalhadores está em risco diante desse cenário de insegurança dos motoristas. De acordo com ele, não há como incentivar aos trabalhadores a continuar na profissão, pois o caso registrado nesta segunda não foi um fato isolado.  

O sindicalista convocou manifestações e promete ir até a Governadoria na próxima segunda-feira (16).

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas