Polícia

"Senhor das armas' é denunciado pela Justiça; entenda o caso

Reprodução/Redes Sociais
Um grupo de mais de 26 pessoas também também será denunciado pela Justiça  |   Bnews - Divulgação Reprodução/Redes Sociais
Pietro Baddini

por Pietro Baddini

[email protected]

Publicado em 21/12/2023, às 19h20 - Atualizado às 19h21


FacebookTwitterWhatsApp

O argentino Diego Dirísio e a esposa Julieta Aranda, envolvidos em tráfico internacional de armas, serão denunciados pela Justiça. Os dois são acusados de comandar um grupo que contrabandeou cerca de 43 mil armas para facções criminosas no Brasil.

Além do casal, 26 integrantes do grupo foram também denunciados pela Justiça. As armas fabricadas em países como Eslovênia, Turquia, República Tcheca e Croácia eram compradas pelo argentino, segundo a Polícia Federal.

De acordo com informações do G1, o grupo movimentou cerca de R$ 1,2 bilhão em armas vendidas para facções como o Primeiro Comando da Capital (PCC) e Comando Vermelho (CV). Diego foi o principal alvo de operação da PF no dia 5 de dezembro, quando foram cumpridos 25 mandados de prisão preventiva, seis de prisão temporária e 52 de busca e apreensão

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp