Política

Chefe da Casa Civil na corda bamba

Denúncias de tráfico de influência podem derrubar Erenice Guerra

Publicado em 14/09/2010, às 18h04        Redação Bocão News

Por enquanto, a chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, fica no cargo, mas pode cair a qualquer momento se novas acusações aparecerem. Isso é o que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva vem confidenciado a colaboradores mais próximos.

Lula cobrou rapidez na resposta sobre o suposto envolvimento da ministra em denúncias da existência de um esquema de tráfico de influência no governo.

Na avaliação de membros do Planalto, o episódio está causando estragos à campanha da candidata do PT ao governo, Dilma Rousseff.

Tanto Lula quanto a equipe de campanha de Dilma não escondem a preocupação com a repercussão do caso, principalmente devido ao destaque que a midia vem dando ao fato.

Na compreensão dos integrantes do comitê de campanha e do governo, incluindo o presidente, em tempo eleitoral, a agilidade de reação é fundamental, especialmente diante das informações de que novas denúncias envolvendo parentes de Erenice virão por aí.

Espécie de braço direito da então ministra Dilma Rousseff, Erenice Guerra ocupava a Secretaria Executiva da Casa Civil, assumindo o cargo após o afastamento de Dilma para a disputa eleitoral.

Classificação Indicativa: Livre