Política

Quem disputa paternidade do metrô são os que chamavam de calça-curta, diz Rui

Governador minimizou briga e disse sentir orgulho por ter gente 'tirando selfie' com sua 'obra tamanho G'

Publicado em 13/03/2017, às 13h23    Gilberto Júnior//Bocão News    Aparecido Silva

O governador Rui Costa (PT) minimizou a disputa pela paternidade do metrô de Salvador desde que o ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), visitou os canteiros da construção do equipamento e disse que o governo federal tem uma obra tamanho 'GG', fazendo um trocadilho com o slogan do governo estadual que chama o metrô de obra tamanho 'G'.

Durante evento de entrega de viaturas ao Corpo de Bombeiros na cidade de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, o petista disse que sente orgulho de ver o metrô tendo a paternnidade disputada. "É para sentir orgulho. Igual a quem tem um filho inteligente, que tira boas notas e todo mundo quer fazer selfie com ele. Como é que o povo da Bahia não sente orgulho? Quanto mais selfie numa obra, mais eu vou ficar satisfeito com esta obra", atenuou.

No entanto, o chefe do Palácio de Ondina frisou que os que hoje tentam capitalizar o metrô da capital baiana foram críticos do projeto em tempos passados. "São os mesmos que alguns anos atrás diziam que era metrô calça curta e que não ia ficar pronta. Hoje a calça está comprida, está bonita e todo mundo quer tirar foto com a calça comprida do metrô", ironizou.

Matérias relacionadas:

 Metrô de Salvador: Estado financiou apenas serviços de consultoria, diz oposição

"Metrô é obra GG", diz ministro ao "adequar" slogan estadual
Metrô de Salvador: declarações de ministro beiram “a loucura”, diz Galo
Pelegrino alfineta ACM Neto e diz que prefeito "tenta pongar" no metrô
"Temer participará de próximas entregas do metrô", garante ministro

Classificação Indicativa: Livre