Política

Fachin pede abertura de inquérito contra nove ministros e 71 congressistas

A lista foi divulgada pelo jornal O Estado de S. Paulo

Publicado em 11/04/2017, às 16h46    Reprodução    Redação Bocão News

O relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Edson Fachin, determinou, segundo o jornal Estado de S. Paulo, a abertura de inquérito contra nove ministros do governo Temer, 29 senadores e 42 deputados federais, entre eles os presidentes das duas Casas –como mostram as 83 decisões do magistrado do STF. Outros 24 políticos, que apesar de não terem foro, foram arrolados porque fizeram parte da narrativa das delações. 

Ainda de acordo com o Estadão, o grupo faz parte do total de 108 alvos dos 83 inquéritos que a Procuradoria-Geral da República (PGR) encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF) com base nas delações dos 78 executivos e ex-executivos do Grupo Odebrecht, todos com foro privilegiado no STF.

O senador Aécio Neves figura na relação, bem como Romero Jucá (RR), presidente do PMDB. Cada um possui cinco inquéritos a serem abertos. O senador Renan Calheiros (PMDB-AL), ex-presidente do Senado, vem em seguida, com quatro.

Nove ministros do governo Michel Temer (PMDB) foram arrolados na lista de Fachin. São eles:

- Eliseu Padilha, da Casa Civil;

- Moreira Franco, da Secretaria-Geral da Presidência da República;

- Gilberto Kassab, da Ciência e Tecnologia;

- Helder Barbalho, da Integração Nacional;

- Aloysio Nunes, das Relações Exteriores;

- Blairo Maggi, da Agricultura;

- Bruno Araújo, das Cidades;

- Roberto Freire, da Cultura;

- Marcos Pereira, da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

Classificação Indicativa: Livre