Política

Joesley passou por aqui, mas não teve sucesso comigo, nem com Rui, revela Wagner

"Ele procurava os políticos querendo comprar as pessoas", contou o ex-governador

Publicado em 25/05/2017, às 08h32    Fabiane Pita/ Ascom SDE    Redação BNews

O ex-governador da Bahia e atual secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Jaques Wagner (PT) revelou nesta quinta-feira (25) que foi procurado pelo dono da JBS, Joesley Batista, que estaria propondo doação eleitoral em cotra de favores.

Recentemente, com as delações premiadas do grupo JBS, foi apontado que a empresa doou a pelo menos 1,8 mil candidatos de 28 partidos entre repasses contabilizados e caixa 2.

Em entrevista à Metrópole FM, o petista revelou como se deu o contato do empresário. “Ele tentou passar aqui, mas graças a Deus não ficou. Por isso que na campanha de Rui Costa não teve uma banda de conto da JBS. Ele procurava os políticos querendo comprar as pessoas. Ele passou por aqui, mas não teve sucesso comigo e nem com Rui", relatou.

Segundo Wagner, Batista ainda fez piada: "Passou aqui e ainda mandou recado: eu sei que o senhor ficou devendo dinheiro de campanha”.

Classificação Indicativa: Livre