Política

Marta Suplicy se desfilia do MDB e anuncia que não disputará reeleição

André Dusek/Estadão

Senadora afirmou que passará a atuar na sociedade civil

Publicado em 03/08/2018, às 18h06    André Dusek/Estadão    Redação BNews

A senadora Marta Suplicy (SP) se desfiliou do MDB e não disputará a reeleição. Em carta divulgada, nesta sexta-feira (3), pela sua assessoria, Marta afirmou que passará a atuar na sociedade civil, deixando o Congresso Nacional.

"Não é novidade que os partidos políticos brasileiros, de forma geral, encontram-se fragilizados, acuados e sem norte político. Não mais conseguem dar respostas à crise de credibilidade que se abateu sobre eles e nem tampouco estão empenhados na mudança de posturas que os levaram à mais grave crise de suas histórias. Orientam suas movimentações políticas pela lógica exclusiva de fazerem crescer suas bancadas parlamentares com o objetivo perverso e mesquinho de fortalecerem-se na divisão e loteamento de cargos e espaços de poder", afirmou em nota.

Marta afirmou que "neste momento, creio que poderei contribuir mais para mudanças atuando na sociedade civil do que continuando no parlamento. Permanecerei participando politicamente da vida pública brasileira. A partir de 2019, não mais como parlamentar, mas em todas as trincheiras que me levem ao lado da defesa dos interesses dos mais pobres, dos injustiçados e na luta pelo empoderamento das meninas e das mulheres".

O MDB já tinha informado sobre a desfiliação da senadora pouco antes da carta de Marta. "O presidente do MDB, senador Romero Jucá, confirma o pedido de desfiliação da senadora por São Paulo, Marta Suplicy, que sai por motivos pessoais".

Ex-prefeita de São Paulo (2001 a 2004), Marta se filiou ao MDB em setembro de 2015 após 33 anos no PT.


Classificação Indicativa: Livre