Política

Governo Bolsonaro "é uma calamidade na saúde e na economia", diz Florence

BNews/Arquivo

Governo federal gastou apenas 39% dos R$ 404 bilhões disponíveis para mitigar os efeitos econômicos da pandemia de COVID-19

Publicado em 17/06/2020, às 15h45    BNews/Arquivo    Redação BNews

O deputado federal Afonso Florence criticou a baixa execução dos recursos disponíveis para a ampliação do Bolsa Família - apenas 8,46% dos R$ 3,037 bilhões autorizados - em entrevista à Carta Capital. Segundo o parlamentar, a única ação com recurso 100% executado foi aquela em que não é necessária nenhuma medida administrativa pelo governo federal, que também deixou de pagar os recursos previstos para o programa de auxílio a micro e pequenas empresas, com apenas 50% de execução dos R$ 34 bilhões disponíveis.

“Apesar do discurso contrário ao isolamento social, a pretexto de que a economia não pode parar, naquilo que lhe cabe para fazer rodar a economia, ele não agiu”, afirmou Florence. “Esse governo é uma calamidade na saúde e na economia”, denunciou.

Segundo dados divulgados pela Câmara dos deputados, na última segunda-feira (15), o governo federal gastou apenas 39% dos R$ 404 bilhões disponíveis para mitigar os efeitos econômicos da pandemia de COVID-19. Os dados foram levantados pela Consultoria do Orçamento e Fiscalização Financeira da Câmara, que identificou o Auxílio Emergencial como a ação com maior orçamento previsto. No entanto, apenas 50,44% do valor foi pago pelo governo federal, que corresponde a aproximadamente R$ 77 bilhões.

Classificação Indicativa: Livre