Política

Maia critica Paulo Guedes e acusa o ministro de proibir diálogo entre a equipe econômica e o Congresso

Najara Araujo/ Câmara dos Deputados

A restrição de diálogo seria uma estratégia de Guedes para deixar sua pasta com as decisões técnicas, sem permitir que sua equipe faça política

Publicado em 03/09/2020, às 21h16    Najara Araujo/ Câmara dos Deputados    Redação BNews

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), criticou o ministro Paulo Guedes nesta quinta-feira (3). Segundo o demista, o Congresso não tem conseguido dialogar com o titular da pasta da Economia.  

A reclamação pública ocorreu logo depois de o deputado receber o texto da reforma administrativa das mãos do ministro da Secretaria-Geral, Jorge Oliveira. Maia alegou, durante entrevista à Globo News, que Guedes "tem proibido a equipe econômica de conversar comigo".

“Ontem, a gente tinha um almoço com o Esteves e com o secretário do Tesouro para tratar do Plano Mansueto, e os secretários foram proibidos de ir à reunião", contou o presidente da Câmara. A atitude de Maia deixou aliados surpresos, segundo a colunista Carla Araújo, do Uol.

A restrição de diálogo seria uma estratégia de Guedes para deixar sua pasta com as decisões técnicas, sem permitir que sua equipe faça política. O fato de Maia tratar diretamente com secretários assuntos prioritários ao invés de falar com o próprio ministro irritou o economista.

Enquanto teceu críticas a Guedes, o deputado elogiou o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, e afirmou que nele ele confia. Resta saber se a postura do demista irá prejudicar a relação com o governo.

Classificação Indicativa: Livre