Política

Muritiba: TCM condena prefeito e ex-presidente da Câmara por nepotismo

Reprodução/Redes Sociais

Caso agora será encaminhado para o Ministério Público Estadual

Publicado em 30/09/2020, às 13h24    Reprodução/Redes Sociais    Redação BNews

Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) decidiram, em sessão virtual realizada nesta quarta-feira (30), penalizar o prefeito de Muritiba, Danilo Marques Dias, e o ex-presidente da Câmara de Vereadores, Valmir Cardoso Simões, pela prática de nepotismo cruzado nos exercícios de 2017 e 2018.

Foi determinado a formulação de representação ao Ministério Público Estadual (MPE) para que ocorra a apuração da ocorrência de crime de improbidade administrativa, além de multas de R$ 5 mil ao prefeito e R$ 2 mil ao vereador. Ainda cabe recurso da decisão tomada pelo TCM. 

A denúncia foi feita pelo vereador Clementino Pereira Fraga Filho, que aponta que Valmir promoveu de imediato, logo ao assumir o cargo, Edcléia Mota Sampaio, cunhada do prefeito, para o exercício do cargo de chefe do Setor de Tesouraria e Contabilidade. 

Já o prefeito Danilo, por sua vez, “em retribuição ao favor prestado pelo presidente da Câmara”, nomeou Luan dos Santos Simões, filho do chefe do Legislativo, para exercer o cargo de Coordenador de Estatística e, em seguida, para o cargo de secretário de Desenvolvimento.

Classificação Indicativa: Livre