Política

Neto se vê "credenciado" para disputar o governo e nega que será "sombra" de Bruno Reis: "Preparado para o desapego"

[Neto se vê "credenciado" para disputar o governo e nega que será "sombra" de Bruno Reis: "Preparado para o desapego"]
17 de Novembro de 2020 às 11:46 Por: Vagner Souza/BNews Por: Raul Aguilar e Luiz Felipe Fernandez

Prefeito de Salvador até 1° de janeiro, quando passará o cargo para o seu sucessor eleito, Bruno Reis (DEM), ACM Neto admitiu que se vê como um nome "credenciado" para disputar o Governo da Bahia em 2022. O democrata reconheceu que a vitória por uma margem de 500 mil votos do seu candidato "anima", mas que ainda não é o momento de se declarar como candidato.

"Não vou começar a campanha agora, não vou me declarar candidato, temos que celebrar o resultado em Salvador e interior, dar todo o suporte a Bruno nessa transição", declarou ACM Neto, que ressaltou ainda que não fará "sombra" ao seu antigo vice.

Nascido em uma família com trajetória política, lembra o prefeito, já está acostumado às "vitórias e derrotas" e portanto está preparado para deixar de lado o cargo que ocupou nos últimos oito anos.

"Não vou ficar na sombra de Bruno, não tem chance, a cidade escolheu Bruno e ele é o prefeito em 1° de janeiro [...] Tem gente que não sabe desapegar, encerrar o ciclo. Eu, graças a Deus, estou preparado para o desapego e deixar a Prefeitura", cutucou.

Cuidadoso ao comentar o desejo e toda a conjuntura que aponta para a sua candidatura ao governo do Estado, Neto tem por enquanto a única convicção que só deverá descansar e ter mais tempo ao lado da família em fevereiro, após as eleições para a presidência do Senado e da Câmara dos Deputados. O DEM, partido o qual preside nacionalmente, tem atualmente os dois representantes das casas. "Com candidato próprio ou apoiando alguém, vamos estar envolvidos nas articulações", assegura.

Após dois mandados na capital baiana, o prefeito diz que estava com saudades de viajar pelo interior, o que pôde retomar ainda que parcialmente, em razão da pandemia de Covid--19, n pleito municipal deste ano. A sua intenção é voltar a rodar pelas diferentes cidades e relata que já recebeu o convite de candidatos do DEM ou aliados que venceram a eleição, em uma espécie de "consultoria".

Mesmo que evite confirmar o seu nome em 2022 como o representante na tentativa de romper a hegemonia de 16 anos petistas na Bahia, Neto sabe que precisará colocar em prática já em 2021 a sua estratégia para conquistar votos no estado, onde o atual governador Rui Costa (PT) tem, no geral, uma boa aprovação.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar