Política

Bolsonaristas baianos criticam STF após anulação dos processos de Lula

Divulgação

"O crime compensa, Suprema Corte?", questionou Talita Oliveira

Publicado em 15/04/2021, às 20h31    Divulgação    Henrique Brinco

Bolsonaristas baianos reagiram contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que anulou as condenações do ex-presidente Lula julgadas no âmbito da Operação Lava Jato de Curitiba. A decisão foi tomada por maioria do Plenário (8 a 3), na noite desta quinta-feira (15).

A deputada estadual Talita Oliveira (PSL) foi uma das primeiras a se manifestar nas redes sociais. "Maioria do STF vota a favor de derrubar condenações de Lula e torná-lo elegível. O crime compensa, Suprema Corte?", questionou, no Twitter.

Já o deputado estadual Capitão Alden (PSL) criticou a Corte. "O STF não decepciona, porque faz exatamente o que esperamos dele. O maior ladrão da história do Brasil está perdoado pelos tribunais, mas não estará perdoado pelo povo brasileiro", postou.

O próprio presidente Jair Bolsonaro também comentou o caso, em uma live. "Eu não estou dizendo que sou candidato, nem que sou o melhor do mundo. Mas vamos ter umas eleições pela frente. Estão previstas eleições em 2022. O Lula vai ser candidato, vai estar lá. Me tira de combate? Quem iria com o Lula para o segundo turno? É só fazer um raciocínio que vocês vão entender qual o futuro de cada um de vocês", declarou.

O julgamento

Por 8 votos a 3, o STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu anular as condenações do ex-presidente Lula (PT) e devolver os direitos políticos do petista.

Os ministros Edson Fachin, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Rosa Weber, Alexandre de Moraes, Dias Toffoli, Cármen Lúcia e Luís Roberto Barroso votaram nesse sentido.

Indicado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o ministro Kassio Nunes Marques divergiu e defendeu a revogação da decisão de Fachin. Os ministros Marco Aurélio e Luiz Fux seguiram a mesma linha.

Leia também:
Petistas baianos celebram anulação das condenações de Lula: "Dia histórico"

Bolsonaro ataca Lula após decisão do STF: "O Brasil não quebrou no último ano"

Classificação Indicativa: Livre